Início Notícias Wuabit: conheça primeira carteira de criptomoedas para WhatsApp

Wuabit: conheça primeira carteira de criptomoedas para WhatsApp

440
0
Wuabit: conheça primeira carteira de criptomoedas para WhatsApp

Os aplicativos de mensagem estão se tornando ferramentas cada vez mais populares em todo o mundo. Isso certamente estimula diversos projetos de carteiras de criptomoedas, os quais buscam integrar uma carteira a esses aplicativos.

Um desses projetos é a Wuabit, empresa que pretende lançar a primeira carteira de criptomoedas para o aplicativo de mensagens mais popular do mundo: o WhatsApp. O anúncio da ferramenta foi dado pelo fundador e chefe de tecnologia (CTO) da empresa Manuel Polo através de um post em seu blog.

De acordo com o post, a Wuabit funcionará como uma carteira que poderia ser acessada através do chat do aplicativo de mensagens. A interface será a mesma do chat. Embora o lançamento inicial seja para o WhatsApp, Polo afirmou que existem planos para lançamento no Facebook Messenger, Telegram, Viber e outros aplicativos de mensagem.

O lançamento inicial no WhatsApp, segundo o CTO, deu-se pelo seu efeito de rede: segundo dados da SimilarWeb, a ferramenta é o aplicativo de mensagens mais utilizado no mundo, seguido do Facebook Messenger (ambos pertencem à mesma empresa).

Mesmo nos países em que o WhatsApp não é o mais utilizado (como Estados Unidos, Canadá e Austrália) ele ocupa a segunda posição, o que traz um efeito de rede muito mais vantajoso para qualquer serviço que funciona via chat.

Funcionamento e segurança

O uso do aplicativo, de acordo com a empresa, é feito através de números de telefone. No site, será fornecido o número de telefone do serviço. Basta adicioná-lo ao catálogo de endereços do seu telefone como um novo contato, intitulado Wuabit, e dizer um “oi” para começar a usar.

De acordo com a empresa, o objetivo é aceitar uma linguagem natural, mas também comandos diretos que podem ser dados na forma de palavras únicas (por exemplo, “receber”) estarão disponíveis para plataformas de texto simples. Além do Bitcoin, a empresa também mostra Ether, Litecoin e Bitcoin Cash como outras moedas aceitas na plataforma.

A respeito da segurança, a empresa orienta que esse processo comece pelo telefone: o usuário deve protegê-lo com todas as medidas disponíveis em sua plataforma (por exemplo, usar um PIN de acesso) até aquelas que o próprio aplicativo WhatsApp fornece (por exemplo, 2FA).

No entanto, essas medidas não são suficientes para proteger transações envolvendo criptomoedas. Por isso que a Wuabit também disponibiliza algumas dicas de segurança que são fornecidas desde o início:

  1. Todas as conversas são criptografadas de ponta a ponta, do seu telefone para nossos servidores de back-end;
  2. Os servidores de back-end não armazenam chaves privadas;
  3. Os servidores back-end não estão publicamente disponíveis;
  4. Quase 100% dos fundos estão offline em uma carteira fria. Somente a quantidade operacional necessária estará em uma carteira ativa nos servidores de back-end;
  5. Um segundo fator, como um PIN extra, pode ser fornecido via SMS para executar determinadas ações (e usar outro número de telefone como cenário ideal).

Uma versão beta do aplicativo será lançada em breve, portanto é bom que o usuário interessado em testar a ferramenta (que, caso seja bem sucedida, possui um grande potencial de popularizar e facilitar o uso de diversas criptomoedas) tenha cuidado ao baixar a versão, que será disponibilizada no site da empresa.

loading...