A Parity Technologies, empresa que está por trás do popular serviço de carteira para Ethereum Parity Wallet, emitiu um anúncio para informar aos usuários que as carteiras multi-sig criadas depois de 20 de julho estão enfrentando uma grave vulnerabilidade que torna impossível a retirada de fundos das carteiras afetadas.

O bug praticamente deixou uma série de portadores de criptomoedas com as suas carteiras bloqueadas e incapazes de mover seus fundos para contas alternativas.

O que é particularmente incômodo é que a falha de hoje decorre de uma atualização de software que a Parity lançou há alguns meses para corrigir outro erro, que custou a vários projetos de ICO cerca de 30 milhões em tokens ether roubados.

De acordo com a Parity, a vulnerabilidade foi desencadeada por um usuário que tentou explorar uma falha no código-fonte, removendo acidentalmente o código crucial da biblioteca no processo.

Semelhante à um bug ocorrido em julho desse ano, esse procedimento afetou alguns projetos de ICOs.

A ICO do Polkadot obteve o maior sucesso, com mais de 92 milhões de dólares em Ethereum captados, os quais estão agora em uma carteira congelada. Por coincidência, Gavin Woods – mais conhecido como co-fundador do Ethereum e depois da Parity Technologies – também é o homem por trás de Polkadot.

Ironicamente, algumas semanas atrás, Wood usou as mídias sociais para expressar sua preocupação de que a Ethereum provavelmente deveria segurar e suspender o fork Byzantium porque ele suspeitava que poderia haver erros no processo. O hard fork acabou ocorrendo de fato, mas sem interrupções inesperadas.

Como era de se esperar, a comunidade de criptomoedas não perdeu a oportunidade de fazer pressão em Wood para que ele explicasse o motivo não prestar atenção suficiente ao seu próprio produto, deixando bugs críticos a mostra no sistema.

Enquanto isso, o desenvolvedor Ethereum Nick Johnson confirmou que um hard fork da rede seria, tecnicamente, a única maneira de recuperar o dinheiro (embora os desenvolvedores especulem que poderia ser possível recuperar os tokens perdidos no próximo hard fork, intitulado Constantinopla, implementando através da Proposta de Melhoria Ethereum 156).

Até o presente momento, a Parity Technologies afirma que está trabalhando para confirmar os detalhes exatos, prometendo informar a comunidade assim que houver mais informações disponíveis.

Se os fundos não puderem ser recuperados – o que parece ser, no momento, o mais provável – pelo menos se espera que os investidores da Polkadot possam reclamar seu dinheiro de volta. Seja qual for o resultado, esta é mais uma publicidade ruim para a Ethereum e para o mercado da criptomoedas como um todo.

loading...
COMPARTILHAR

Coach financeiro, editor-chefe do Instituto Tropeiros e colunista no Criptomoedas Fácil. Escritor e jogador de poker, ambos por paixão e vocação.