Início Notícias Volkswagen inicia testes de carro autônomo integrado com Iota

Volkswagen inicia testes de carro autônomo integrado com Iota

327
0
Volkswagen inicia testes de carro autônomo integrado com Iota

A Volkswagen, uma das maiores fabricantes de veículos do mundo, iniciou os testes com a linha ID (que pode ganhar o nome de NEO), um novo conceito de veículos elétricos, autônomos e integrados com IOTA em um sistema de multipagamentos projetado para a economia digital e compartilhada. A primeira vez que o conceito total desta nova linha de automóveis foi apresentada, prevista para ser disponibilizada ao público entre 2019 e 2020, ocorreu na CEBIT 2018, a maior feira de automóveis do mundo. Nessa semana, engenheiros sul-africanos flagraram veículos da linha em testes na África do Sul. Algumas horas após a revelação no Twitter, o youtuber especializado em automóveis ThomasGeigerCar divulgou um vídeo no qual dirige o novo veículo.

No design, o carro tem alguns diferenciais frente aos outros modelos da empresa, como nos parachoques e uma entrada de ar convencional na frente do carro, para ajudar a refrigerar a bateria (os carros serão oferecido com dois pacotes de baterias, um com autonomia de 321 km, outro com 547 km, com preços diferentes). Também há diferença nos faróis, além de diferentes pontos de iluminação interna e externa feita com LED. As rodas estão nos limites da carroçaria, maximizando a habitabilidade. O carro terá tração dianteira e utilizará a base MQB desenhada exclusivamente para veículos elétricos. O motor elétrico do ID Neo terá 170 CV.

Como revelamos em agosto, a Volkswagen anunciou um investimento de cerca de US$4 bilhões em pesquisa e desenvolvimento para conectar totalmente seus veículos à Internet das Coisas, IoT, e, atualmente, os esforços da empresa estão concentrados em todos os veículos da linha ID, que, como primeira aplicação, deve integrar IOTA em uma série de atualizações e upgrades pelo “ar” batizada de “Update Over the Air”, que permitirá que carros recebam atualizações de software por meio da rede Tangle da Iota. No entanto, a gigante mundial de automóveis pretende ainda desenvolver mais as aplicações para permitir que os vários sensores do carro se comuniquem melhor, como as câmeras de bordo detectando uma vaga de estacionamento aberta, e se comunicando com os vários sensores para estacionar o carro sozinho, sem que o motorista tenha que estacionar o carro sozinho, entre outras aplicações como pagamentos automatizados.

No início do ano, a Volkswagem publicou um vídeo oficial sobre o conceito do carro, que, para a empresa, deve estar disponível (com todas as aplicações do vídeo) em cerca de 10 anos. O primeiro passo, segundo apurou o Criptomoedas Fácil, são os testes na África do Sul, ainda com aplicações mais simples, mas já integrando a rede Tangle da Iota para transmissão e recebimento de dados, tais funções já devem estar disponíveis nos primeiros veículos que começam a ser fabricados em 2019.

Compre e Venda Bitcoin, Ethereum, Litecoin e Decred de maneira simples, rápida e segura !!CLIQUE AQUI