Início Notícias Universidades em Nova York, Tóquio e Luxemburgo apoiam o desenvolvimento das criptomoedas

Universidades em Nova York, Tóquio e Luxemburgo apoiam o desenvolvimento das criptomoedas

126
0
Universidades em Nova York, Tóquio e Luxemburgo apoiam o desenvolvimento das criptomoedas

Instituições acadêmicas de todos os cantos do mundo estão oferecendo aulas sobre criptomoedas e apoiando iniciativas de pesquisa nesse setor que cresce mais a cada dia. Desde Nova York até Tóquio, as universidades estão liderando uma infinidade de cursos com temas relacionados à este universo.

Dois novos aceleradores na Universidade de Columbia

A IBM e a Columbia University, de Nova York, EUA, anunciaram dois novos programas de aceleração para desenvolvedores de blockchain. Os programas apoiarão 10 startups diferentes, durarão cerca de oito semanas e darão a cada empresa acesso à tecnologia e a serviços avaliados em aproximadamente US$400.000. A instituição acadêmica e a gigante de tecnologia não buscarão equidade ou pagamento em troca.

O Columbia Blockchain Launch Accelerator é projetado para empresas em estágio inicial com uma afiliação a universidades com sede em Nova York. O IBM Blockchain Accelerator é voltado para empresas em fase de crescimento em todo o mundo e está focado em redes empresariais corporativas.

Satish Rao, diretor executivo do Columbia Blockchain Launch Accelerator, comentou:

“Equipes adiantadas e em último estágio se beneficiarão dos recursos de tecnologia, experiência e rede estabelecida da IBM, juntamente com a pesquisa e o talento inovadores da Columbia em blockchain e transparência de dados.”

Universidade de Luxemburgo quer melhorar a segurança das criptomoedas

A VNX Exchange, uma plataforma com sede em Luxemburgo para ativos de capital de risco baseados em tokens, firmou uma parceria com a Universidade de Luxemburgo para aumentar a segurança dos criptoativos. Como parte da cooperação, pesquisadores do Centro Interdisciplinar de Segurança, Confiabilidade e Confiança da universidade tentarão criar um ambiente comercial mais seguro, desenvolvendo níveis mais altos de segurança de rede e projetando novas estruturas de TI.

Radu State, especialista em segurança de redes da universidade, explicou:

“Em termos gerais, precisamos abordar dois aspectos: proteção contra criminosos que tentam hackear o sistema para roubar dinheiro ou informações e garantir a conformidade com o combate à lavagem de dinheiro e KYC.”

Além de melhorar a segurança nas exchanges, os pesquisadores também são desafiados pela necessidade de verificar se os contratos que controlam a execução de transações individuais não contém vulnerabilidades.

Universidade de Tóquio recebe doação para blockchain

A Universidade de Tóquio recebeu uma doação de cerca de US$800.000 (90 milhões de ienes japoneses) para auxiliar no curso de inovação em blockchain para estudantes de engenharia. A doação foi apoiada pela Fundação Ethereum e várias empresas participaram, incluindo o Sumitomo Mitsui Financial Group, a holding por trás do segundo maior banco do Japão em valor de mercado.

O objetivo do curso é ensinar aos alunos interessados em empreendedorismo sobre tecnologia blockchain e know-how de gestão de startups. Ele oferecerá palestras intensivas e vários eventos para alunos que possuem capacidades matemáticas muito fortes. O curso de inovação em blockchain também incentivará o desenvolvimento de um modelo de negócios que agregue tanto para as empresas, quanto para os usuários e para a sociedade.