Início Notícias Trader de Bitcoin assassina a própria namorada e joga corpo no rio...

Trader de Bitcoin assassina a própria namorada e joga corpo no rio durante férias nas Filipinas

189
0
Trader de Bitcoin assassina a própria namorada e joga corpo no rio durante férias nas Filipinas

Um assassinato executado por um conhecido trader de Bitcoin chocou as Filipinas nesta semana. O norte-americano Troy Woody Jr. foi preso junto com o morador do Brooklyn Mir Islam, ambos acusados de serem os autores de um crime bárbaro cometido no país, a morte da também norte-americana Tomi Michelle Masters, que era namorada de Woody. Os três passavam férias no país.

De acordo com o Daily Mail, os dois teriam sufocado Masters com uma sacola plástica e, após confirmar que ela havia morrido, colocaram seu corpo em uma caixa que foi jogada no rio Pasig, em Manila. Imagens de circuitos de segurança mostram os dois homens carregando uma enorme caixa na parte de trás de uma van, operada pelo serviço de táxi local Grab.

Emboram ambos tenham confessado que atiraram o corpo da mulher no rio, cada um declara que o autor do assassinato foi o outro, disse o superintendente chefe do Departamento de Custódia da Polícia da Cidade de Mandaluyong, Igmedio Bernaldez. O motivo do crime ainda permanece sem identificação.

“Ainda temos que estabelecer o motivo. Os três estavam aqui de férias. Se você perguntar ao namorado, ele apontará para o amigo como o assassino. Mas se você perguntar ao outro suspeito, ele dirá que foi seu amigo que a matou. Eles estão sendo interrogados e a casa em que estavam hospedados está sendo procurada por evidências”, disse Bernaldez.

O comportamento suspeito dos dois foi denunciado à polícia pelo taxista. Quando a polícia vasculhou o rio, eles encontraram o corpo de Tomi, que estava ferido com diversas fitas adesivas e coberto de arranhões. Um exame feito no corpo identificou a morte por sufocamento, segundo a polícia. Woody e Masters dividiam um apartamento em Manila depois de se mudarem para as Filipinas, vindos da Califórnia, EUA.

Após a detenção, os dois homens indicaram que ambos eram diretores executivos de uma empresa focada em criptomoedas sedida em Delaware e conhecida como Luxr LLC. No Twitter, onde ele tem mais de 17 mil seguidores, o perfil de Woody simplesmente lê “Early Crypto Investor”. Já no Instagram, Woody passa de 250 mil seguidores. Além de trocar Bitcoins e outras criptomoedas, acredita-se que Troy também seja um membro central do grupo de criminosos on-line UGNazi, ao lado de seu comparsa Islam.

Dois anos atrás, Islam recebeu uma sentença de 12 meses de prisão por crimes que incluíam golpes conta a polícia (chamar a polícia com informações falsas para que as equipes da SWAT invadissem casas de alvos específicos), perseguição cibernética, além de expor, na web, dados pessoais sem consentimento dos usuários.

Compre e Venda Bitcoin, Ethereum, Litecoin e Decred de maneira simples, rápida e segura !!CLIQUE AQUI