Início Notícias Time norte-americano dos Jogos Olímpicos de Inverno inova e adere ao Bitcoin

Time norte-americano dos Jogos Olímpicos de Inverno inova e adere ao Bitcoin

783
0

Os Jogos Olímpicos de Inverno de 2018, que acontecem em Pyeongchang, capital da Coreia do Sul, tem como esportes mais populares o esqui, o snowboard e o hóquei. Porém, é no luge, esporte que utiliza trenós e que é considerado um dos mais perigosos e menos populares dos jogos de inverno, que o Bitcoin ganhou espaço.

A Fundação Luge dos Estados Unidos começou a fazer campanhas para doações de Bitcoin usando o Medium desde dezembro de 2017. O time é o primeiro grupo olímpico a criar sua própria carteira de Bitcoin para aceitar doações em moeda digital.

O diretor de marketing de luge dos EUA e os antigos medalhistas de prata Gary Sheer disseram que combinar o Bitcoin com o fundo de doação de luge dos EUA é um ajuste natural:

“Você sabe, ouvimos muitas piadas sobre os lugers serem loucos, e as pessoas não sabem por que praticamos esse esporte. Mas luge é algo que entra em seu sangue e transforma sua vida, e os Bitcoiners que conhecemos sabem exatamente o que é ser alguém que o mundo ainda não aprecia. Nós consideramos o Bitcoin duro, e definitivamente é uma recompensa de risco que entendemos e estamos ansiosos para vivenciar.”

Embora nenhuma equipe olímpica tenha permissão para expôr qualquer tipo de publicidade em seus uniformes ou equipamentos durante os jogos, a equipe norte-americana prometeu promover o Bitcoin em outras competições futuras.

A equipe estabeleceu um cronograma de recompensas que irá depender de quanto Bitcoin eles conseguirão arrecadar:

  • Por 5 Bitcoins: o logotipo do Bitcoin aparecerá nos chapéus da equipe
  • Por 10 Bitcoins: o citado acima, mais o logotipo do Bitcoin costurado em todos os uniformes de apoio da equipe durante a temporada de 2018
  • Por 25 Bitcoins: o citado acima, mais o logotipo do Bitcoin nos trenós pelas próximas duas temporadas
  • Por 50 Bitcoins: o citado acima, mais o logotipo do Bitcoin nos trenós pelas próximas quatro temporadas
  • Por 100 Bitcoins: o citado acima, mais o logotipo do Bitcoin nos uniformes oficiais da equipe  por quatro temporadas

A equipe brincou que por 21 milhões de Bitcoins eles prometem “encontrar Satoshi e levá-lo em um trenó” (21 milhões é a quantidade total de Bitcoins que serão lançados no mercado).

Como a Coreia do Sul representa um dos maiores mercados de criptomoedas e o Jogos Olímpicos de Inverno estão acontecendo no país, era de se esperar que vendedores e instalações do evento pudessem aceitar criptomoedas. No entanto, não foi o que aconteceu. De acordo com a Forbes, revista norte-americana, existe apenas um lugar em que é possível comprar usando Bitcoin: uma loja de aluguel de equipamentos de esqui.

COMPARTILHAR
Publicitária, planejadora estratégica e entusiasta do universo cripto. Confia nas mudanças que a tecnologia irá trazer para a sociedade.