Início Entrevista Tim Draper: “Todos querem sair da Califórnia”

Tim Draper: “Todos querem sair da Califórnia”

467
0

A Cointelegraph teve a chance de conversar com Tim Draper, empresário e investidor em capital de risco norte-americano, fundador da Draper University destinada a novos empreendedores, bem como a Draper Associates, uma empresa de capital de risco que investiu na Tesla, Skype, Baidu e muitas outras empresas.

Tim Draper esteve envolvido em diferentes projetos do universo cripto, desde a compra de Bitcoins apreendidos do site Silk Road em 2014, até advogar para a Tezos em 2017.

Quem mais precisa da integração com a blockchain?

Tim Draper: O governo é quem mais precisa da blockchain, sem dúvida, pois hoje, executa um serviço ruim e com um custo muito alto quando comparado ao que pode ser executado com a blockchain. Os governos têm poder sobre praticamente todas as pessoas do mundo e estão fornecendo o pior serviço com o maior custo. A blockchain pode remediar isso, criando uma camada virtual inteira de governança.

No entanto, não apenas os governos, mas toda e qualquer indústria que esteja ligada a dados ou ao indivíduo terá a chance de obter muito sucesso. Nesta questão da identidade será muito importante, pois a partir dela, de uma identidade imutável e com a segurança da blockchain, todos os tipos indústrias podem ser aprimoradas e beneficiadas: seja saúde, comércio ou varejo.

Como empurrar a adoção ainda mais?

TD: Nós, que estamos na indústria, estamos nos esforçando o máximo que podemos. E é justo que existam todas essas incertezas, criadas pelos governos que são geridos, geralmente, por pessoas mais velhas e em muitos casos avessas às mudanças. E, pelo fato que para eles é difícil entender as novas tecnologiaS como a blockchain, acaba sendo muito frustrante para nós que estamos criando esta indústria.

Então você tem esses reguladores que têm 70-80 anos e são eles que dizem a esses jovens de 20 anos o que eles deveriam estar fazendo. Mas são as mesmas pessoas que lhes deram uma enorme dívida educacional, com uma educação simplista e muitas vezes pobre e inadequada para a vida profissional. E agora, estes mesmo velhos reguladores, estão tentando dizer aos jovens que não podem fazer algo para mudar este sistema.

Quero dizer, se eu sou da geração dos millennials (ou geração y), estou profundamente endividado, tenho uma educação que não é apropriada para os empregos que tenho que encontrar – estou meio que perdido. Mas há essa grande oportunidade de repente. O Bitcoin, as criptomoedas, há todo um novo mundo lá fora. Isso não foi destruído pelos reguladores governamentais ainda, mas eles estão chegando e estão tornando mais difícil o caminho para aqueles que querem iniciar neste universo.

Mas qualquer país que seja altamente regulamentado fica mais e mais pobre. E qualquer país que seja livre – fica mais rico. E eu acho que os EUA estão tentando descobrir isso.

Como diferentes países lidam com a regulação das criptomoedas?

TD: O Japão descobriu que ter uma regulamentação que permita o desenvolvimento da tecnologia, deixando-a “livre”, torna a nação mais rica. A China, ao contrário, deseja regular e controlar totalmente o mercado e verá que na verdade irá criar muita pobreza e, como o ciclo para perceber as mudanças é longo, só iremos ver estes resultados daqui uns 20 anos. Mas posso garantir que, no caso chinês, eles estão arruinando a vida de muitas pessoas, colocando muitos controles, ou muitas restrições, ou muitos regulamentos, impedindo o avanço da tecnologia e dificultando a entrada de novas pessoas no negócio.

A mesma coisa acontece quando de repente você vê a FDA ou a SEC ou o FASB, qualquer um desses grandes reguladores institucionais chegando com a mão pesada. Eles estão destruindo o potencial de crescimento e riqueza em seu país. E, toda esta incerteza criada por todos esses reguladores é ainda mais prejudicial ao mercado, pois retarda todo o progresso e não está permitindo que a criatividade floresça.

Há também hoje, uma grande competição, uma verdadeira “corrida blockchain” , na qual países e reguladores institucionais estão competindo em todo o mundo pela liderança na vanguarda da tecnologia e assim, quanto mais leve for o toque da regulamentação, maior a probabilidade de você e eu nos mudarmos para esses países com regras mais brandas, seja apenas para trabalhar nestas nações, seja para colaborar com todo o seu desenvolvimento que também significa o nosso desenvolvimento.

Sobre a regulamentação de ofertas iniciais de moedas nos EUA

TD: Meu conselho para a SEC é seguir em frente – regule todas elas. Mas faça um documento de uma página que qualquer pessoa possa preencher. Não faça isso para que dois garotos e um cachorro tenham que contratar um milhão de dólares em trabalho legal para serem aprovados. Isso não faz sentido. Basta que eles sigam em frente e se registrem, para que você tenha os dados de que precisa. Mas, em seguida, deixe-os ir e, em seguida, se eles começam a afetar muitas pessoas, eles se tornam um problema, então vá em frente, entre e diga: “Ok, agora você tem que ir para o próximo nível de regulamentação” ou outra coisa.

Mas facilidade. Vamos deixar essas coisas florescerem. Quem sabe qual a criatividade que vai sair dessas iniciativos.

Quando a Internet surgiu, os governos tentavam acabar com ela. E de repente, pense no que aconteceu com a Internet: todas as nossas vidas são muito mais cheias e interessantes, mais dinâmicas. E lembro-me de passar horas esperando que alguém viesse me buscar quando meu carro quebrasse. Agora, se seu carro quebrar – você o deixa do lado da estrada e chama um Uber. Tudo acontece tão rapidamente hoje e nunca teria acontecido se a Internet não tivesse se desenvolvido. Então, isso quer dizer que se não tivéssemos deixado a Internet se desenvolver, se não tivéssemos deixado ela seguir livre, certamente hoje estaríamos mais “pobres” em diferentes sentidos. Liberdade é igual a prosperidade, regulação é igual a pobreza.

Sobre empresas que se afastam dos EUA

Todo mundo quer sair da Califórnia. Qualquer um no mundo dos negócios quer sair da Califórnia. Porque mesmo que o tempo esteja maravilhoso e seus amigos provavelmente estão aqui – todos os incentivos são para partir.

É por isso que quero fugir da Califórnia. Eu quero um novo começo. Mas não só na Califórnia há incentivos para “sair” do estado, nos EUA como um todo há um conjunto diferente de incentivos para você deixe muitos estados da terra do Tio Sam.

Os impostos são mais altos aqui na Califórnia, os serviços públicos são horríveis, a educação está cada vez pior, as estradas são pobres. Você vai para o Texas – eles não têm imposto de renda pessoal, eles têm ótimas estradas, eles têm um governo livre encorajando a inovação. Nós precisamos disso.

Em Nova York, eles têm o mesmo problema que a Califórnia. Eles são mais regulamentados e não deixam ninguém fazer nada sem preencher formulários para fazer isso.

Mas é uma coisa boa sobre os EUA é que os estados são livres e costuma haver muita competição entre eles para melhorar a prestação de serviços e a competitividade da indústrias, no entanto, quando foi a última vez que um burocrata lhe disse: “O que posso fazer para tornar sua vida melhor? Como posso melhorar seu ambiente de negócios? Como posso melhorar?”

Eles faziam isso há 25 anos, entrei em um escritório do governo com meu pai e eles disseram: “Como eu melhoro o seu ambiente de negócios? Como faço para melhorar sua vida em casa? Como posso melhorar a educação do seu filho?” Essa foi a atitude do governo que fez nos EUA grande e é por isso que meu pai tem sentimentos tão grandes sobre o governo. E no meu caso é a razão pela qual eu considero o estado num estágio complicado, pois, de repente, a frase principal passou de “o que posso fazer” para “o que você vai fazer por mim”.

Sobre a política chinesa de “sim” para Blockchain e “não” as criptomoedas

TD: O antigo governo da China sob o comando de Wen Jiabao era livre. Eles diziam vamos criar um ambiente harmonioso, vamos crescer, vamos ter mercados livres. Isso foi incrível e criou 40 anos de prosperidade para a nação e hoje a China é um dos países mais avançados do mundo.

No entanto, agora eles têm o oposto. Eles têm um controle louco do governo ou pelo menos uma pessoa comandando tudo que deseja ter, um controle total das coisas e eles não estão deixando dinheiro circular e a tecnologia desenvolver, eles não estão deixando as pessoas usarem criptomoedas, eles não estão deixando as pessoas usarem o Bitcoin para pagar, entre outras coisas.

E o que isso faz é expulsar todos os melhores empreendedores, levando-os a qualquer lugar. E isso cria mais pobreza, porque todas essas pessoas levam consigo além do dinheiro, inúmeros empregos que poderiam ser gerados por meio desta indústria. E assim é a China

Não faz qualquer sentido a política que a China vem adotando, afinal se você vai rodar algo em blockchain você precisa do Bitcoin e se vai utilizar o Bitcoin, precisa da blockchain, eles nasceram e são interligados. Mas, de alguma forma, a China e o mercado estão tentando separá-los e dizer, vamos permitir toda a tecnologia mas não vamos permitir que você use bitcoins e criptos que são inerentes a ela. O que eles estão pensando? Eles estão basicamente dizendo: sim, continue criando coisas mas não vamos deixar você usá-las e não vamos permitir que você tenha dinheiro para sair do nosso país.

Então, onde está o benefício para um empreendedor? É por isso que todos compram casas em Palo Alto. Todos os chineses estão dizendo: bem, vamos sair da China. Ou eles estão se mudando para o Japão, onde são bem-vindos. Todos os jovens estão se mudando para o Japão. Eles estão dizendo: “Bem, uau, esse governo aceita o Bitcoin como moeda nacional! Eu quero fazer parte disso!” Existem também algumas outras blockchains sendo criadas, o que é ótimo para toda a indústria. E, você sabe quanto maior a concorrência melhores os serviços.

Sobre projetos no Cazaquistão

TD: Eu falei com o primeiro-ministro do Cazaquistão. E eu contei a ele sobre Estônia e todas essas coisas interessantes de governança virtual que podem acontecer. E eu disse que cazaque (Kazakh) significa livre. Deveria ser um país livre. Você quer a liberdade porque você vai acabar como sendo um dos países mais ricos e prósperos. E por que não ter um determinado número de cazaques, mas sim um bilhão de cazaques (Kazakh) virtuais? E faça com que todos façam parte do seu mundo e concorram com todos esses países virtuais.

E ele se mostrou muito interessado por tudo isso, então pensei que algo novo ia acontecer. Agora, alguns reguladores mais abaixo já tentaram regular a criptomoeda e isso é uma proposta. Não é lei, mas tenho esperança de que isso não seja um proposta dura e que permita que o mercado se desenvolva. Às vezes, os reguladores não entendem que você precisa ter um toque leve quando o assunto é a regulamentação de ofertas iniciais de moedas (ICOs, na sigla em inglês), como disse um pouco mais acima.

Uma ICO não é equivalente a uma IPO. Uma IPO afeta centenas de milhares de pessoas. As empresas valem dezenas de bilhões de dólares. Uma ICO é geralmente, você sabe, dois garotos e um cachorro. Não é como se tivéssemos que proteger a todos de si mesmos. São apenas pessoas seguindo em frente.

Sobre como Edward Snowden criticando o Bitcoin por ser “devastador”

TD: Quem o está ouvindo? Esse cara acabou antes mesmo de começar! Ele divulgou toda essa informação sobre o mercado cripto e, espere, isso é totalmente contra o que eu pensei que seria sua filosofia, que é a mesma do Bitcoin: somos abertos, transparentes, é assim que o mundo deveria ser, aberto, transparente, descentralizado e o que for … Bitcoins são perfeitos para isso.

Nós ouvimos o cara que comanda o maior banco do mundo? Quando ele diz, não devemos usar o Bitcoin – bem, por que ouvir isso? Porque o cara está percebendo que as pessoas estão pegando 1%, 2%, 5% do dinheiro do banco e colocando em criptomoedas. Então ele não está totalmente desinteressado, na verdade ele está muito nervoso por perder todos esses clientes. E, com o tempo, se ele não mudar, certamente ele vai perder.

Tenho a impressão que as criptomoedas vão substituir praticamente tudo, simplesmente porque além de serem moedas melhores, elas possuem os melhores engenheiros do mundo trabalhando nelas.

Sobre criptomoedas versus moedas fiduciárias

TD: O mercado possui cem trilhões de dólares. Então isso significa que temos um longo caminho a percorrer em um mercado de criptomoedas. Nós estamos agora nas centenas de bilhões, é como fosse ainda mil vezes abaixo do caminho que há para ser trilhado.

Sobre Bitcoin versus outras criptomoedas

TD: Eu gosto da competição. Eu acho ótimo. Eu acho que o Bitcoin é claramente o líder. E será o padrão pelo qual todas as outras moedas terão que competir. Será o equivalente à Microsoft. Mas pode acabar sendo o Yahoo para pesquisa, você sabe, onde o Google entrou e conseguiu uma fatia maior. Então, coisas podem acontecer! Mas, quando você tem essa posição frontal e sempre que há uma nova tecnologia, você a adiciona a essa moeda.

É muito provável que o Bitcoin seja a maior moeda do mercado porque eles têm um efeito em toda a rede. Ele cresce à medida que a rede cresce.

Sobre criptomoeda universal e volatilidade de preço

TD: Eu gosto da ideia de que todos terão que competir entre si. E eu gosto da ideia de que todos eles serão trocáveis entre si. E você sabe, agora as criptomoedas e tokens também são trocáveis com moedas fiduciárias. Mas eu acho que isso será menos importante com o tempo, eu acho mais importante o avanço na adoção das criptomoedas pelas empresas, hoje, por exemplo, um “Kentucky Fried” só pode ser pago com Bitcoin no Canadá. E irá chegar um tempo em que as pessoas vão rir de você se você tentar pagar seu café utilizando moedas fiduciárias.

Sempre que eu ouço essa questão de volatilidade, eu acho que um Bitcoin ainda vale apenas um Bitcoin. É muito estável. Todas essas outras moedas, essas moedas fiduciárias, são voláteis contra elas mesmas, caindo ao longo do tempo.

E assim, quando dizem volatilidade, acho que estão em pânico: elas sobem, elas caem. Um Bitcoin ainda é um Bitcoin e continuará a ser. E então eu acho, eu não estou realmente pensando que está volatilizado, estou pensando que é o Bitcoin e deve ser gasto, já que você precisa gastá-lo.

Esta entrevista foi conduzida no Global Blockchain Forum, em Santa Clara, EUA, pela editora de notícias da Cointelegraph Olivia Capozzalo.

COMPARTILHAR
Toda honra e Glória pertencem a Deus sempre. Publicitário e Produtor Cultural. Entusiasta de tudo aquilo que o Estado não consegue controlar. Abaixo aos muros, que se construa janelas para o amanhã
Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!