Início Notícias Swiss Business Hub Brasil promove a inovação e o desenvolvimento suíço em...

Swiss Business Hub Brasil promove a inovação e o desenvolvimento suíço em São Paulo

445
0
Swiss Business Hub Brasil promove a inovação e o desenvolvimento suíço em São Paulo

Durante a jornada do Criptomoedas Fácil pela Europa, verificamos in loco como e porque a Suíça se consolidou como o país mais favorável às criptomoedas e à blockchain em todo o continente europeu ao aliar condições políticas, econômicas e financeiras estáveis à um ecossistema de inovação muito forte composto por iniciativas públicas e privadas que trabalham em uma espécie de coworking, unindo forças para trazer mais desenvolvimento para o país.

Diferente da Estônia, país que não apenas criou um hub de inovação mas incorporou as inovações nos processos do Estado, a Suíça ainda está trilhando um caminho de inovação para os processos burocráticos estatais. Entretanto, o país mantém um verdadeiro “exército” de agências para atrair startups e novos negócios para o país, como a S-GE,  Switzerland Global Enterprise, que auxilia seus clientes a descobrir os potenciais para a criação de negócios internacionais e, assim, fortalecer a Suíça como centro econômico.

A S-GE conecta empresas, especialistas e organizações públicas e privadas em todo o mundo, facilitando assim a promoção eficiente do comércio exterior. Além disso, ela também é responsável por promover a Suíça como um local de negócios no exterior e, para isso, possui 22 Centros de Negócios espalhados em diferentes países.

No Brasil, os representantes da S-GE são Philippe Praz e Bruno Aloi que explicam que a prosperidade suíça deve-se à grande força inovadora do país. As empresas suíças estão sempre aperfeiçoando seus produtos, serviços e processos por meio de investimentos em pesquisa e desenvolvimento. Esse êxito é alimentado pela presença de instituições de pesquisa conceituadas e pela capacidade das empresas em transformar os resultados das pesquisas em produtos comercializáveis.

“O principal diferencial da Suíça é, sem dúvida, a questão da inovação e da construção de um ambiente que propicie a inovação. Você tem um ambiente regulatório liberal com credibilidade e friendly para as empresas cripto. Desta forma, a Suíça criou todo um ambiente que propicia uma expansão muito melhor para estas empresas. Enquanto alguns países anunciam que são ‘paraísos blockchain’, na verdade, as vezes, eles só oferecem impostos mais baratos e/ou uma regulação mais frouxa. Este não é o caso da Suíça, aqui nós temos uma regulação forte, mas uma regulação que permite que os empresários trabalhem e desenvolvam suas soluções cripto/blockchain/fintech dentro de um ambiente seguro e sem ‘surpresas’. Além disso, temos um nível muito alto de capital intelectual, aqui, por exemplo, temos universidades de ponta fazendo pesquisas em blockchain, temos incentivos governamentais para pesquisa e desenvolvimento e você consegue achar profissionais que estão entre os maiores profissionais e desenvolvedores deste universo, então acredito que tudo isso é nossa maior vantagem”, disse Bruno Aloi, Gerente de Negócios do Swiss Business Hub, ao Criptomoedas Fácil.

A equipe da Swiss Business Hub destaca ainda que na Suíça os empresários encontram baixos custos de capital, estabilidade monetária, sólido poder de compra, carga tributária moderada. A nação não faz parte da União Europeia, mas possui acordos comerciais bilaterais com todos os países da Europa. Isso garante a movimentação livre de bens, serviços e pessoas. Ela também é considerada um “banco de talentos” não apenas pela boa formação dos trabalhadosre do país, que quase sempre tem boa formação e amplo conhecimento de idiomas e experiência internacional, mas também por atrair uma gama de profissionais especializados e qualificados provenientes do exterior.

A Suíça também possui um mercado de trabalho caracterizado pelo liberalismo do direito do trabalho, poucos mecanismos regulatórios e extraordinária estabilidade social. Os conflitos trabalhistas são dirimidos entre os representantes dos empregadores e empregados, que formam uma parceria social. Praticamente não há greves. Assim como no Brasil, a Suíça também possui um sistema tributário federal, um estadual e um municipal, entretanto, há uma verdadeira concorrência entre as unidades administrativas suíças que contribui decisivamente para que a carga tributária do país seja especialmente baixa. Os cantões suíços mais atraentes estão no topo do ranking internacional em termos de tributação tanto de pessoas jurídicas como de mão de obra altamente qualificada.

Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!