Início Notícias Supremo Tribunal Federal convida ABCripto para falar de Bitcoin e blockchain na...

Supremo Tribunal Federal convida ABCripto para falar de Bitcoin e blockchain na TV Justiça

440
0
Supremo Tribunal Federal convida ABCripto para falar de Bitcoin e blockchain na TV Justiça

A TV Justiça, principal canal audiovisual do judiciário brasileiro, comandando pela instância máxima do direito no Brasil, o Supremo Tribunal Federal (STF), convidou a Associação Brasileira de Criptoeconomia (ABCripto), que será representada por Ingrid Barth, CEO e cofundadora da BlockBR, para participar do programa Direito Sem Fronteiras que, pela primeira vez na história, irá abordar Bitcoin e blockchain.

“Primeira vez que a associação brasileira de criptoeconomia (ABCripto), através do GT de Inovação, será entrevistada pela TV Justiça, no STF em Brasília. Sinal que há um grande interesse de se aproximar e aprender mais sobre o tema e desmistificar esse mercado”, disse Barth.

O programa será gravado nesta quinta-feira, 18 de outubro, e segundo Barth, os produtores do programa e membros do judiciário nacional querem entender um pouco mais sobre Bitcoin, criptomoedas e blockchain, além de buscar informações sobre como as organizações do setor vêm trabalhando para promover educação, certificação e quais as ações que vêm sendo adotadas para promover uma regulação do setor (autorregulação), entre outros assuntos.

O movimento da TV Justiça está alinhado com com um levantamento exclusivo feito pelo Criptomoedas Fácil com assessores, advogados e juízes em Brasília e que identificou que os temas Bitcoin e blockchain também têm atraído a atenção do sistema judiciário brasileiro. Não é por menos, afinal o Superior Tribunal de Justiça (STJ) foi provocado a decidir sobre o fechamento de conta bancárias de plataformas de criptomoedas no Brasil, caso em que o STJ deu ganho de causa aos bancos e jogou a responsabilidade para o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), que atualmente está verificando a pedido da ABCB (Associação Brasileira de Criptomoedas e Blockchain) se houve abuso de poder por parte dos bancos nestes casos de fechamento de contas correntes.

À medida em que o ecossistema cresce, mais casos começam a ser judicializados, e, com isso atrai o interesse de advogados, juízes, promotores e de todos aqueles que precisam decidir e emitir pareceres sobre estes casos”, disseram a maioria dos especialistas ouvidos pelo Criptomoedas Fácil ,que também revelou como o tema tem sido abordado pelo judiciário em eventos e até em cursos de especialização na área, como os que já vêm sendo ministrados na USP, Mackenzie, Damásio, entre outros.

Direito sem Fronteiras vai ao ar, na Tv Justiça, às segundas (20h), quartas (19h), quintas (06h30), sextas (19h), sábados (20h) e domingos (20h) e pode ser sintonizado no Canal 24  (Sky).

COMPARTILHAR
Toda honra e Glória pertencem a Deus sempre. Publicitário e Produtor Cultural. Entusiasta de tudo aquilo que o Estado não consegue controlar. Abaixo aos muros, que se construa janelas para o amanhã
Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!