Início Notícias Suécia pode ter sua própria criptomoeda até o final de 2018

Suécia pode ter sua própria criptomoeda até o final de 2018

1605
1

A Venezuela promete ser o primeiro país do mundo a entrar no mundo das criptomoedas por meio da criação de um criptomoeda estatal, El Petro, mas a nação da América Latina não esta sozinha. Muito outros países como Israel, Russia, India, China e tanto outros tem anunciado planos para editar uma criptomoeda própria seja para tentar ‘frear’ o mercado cripto que esta longe do controle das autoridades centrais seja para inserir o país em uma nova realidade na qual os pagamentos maquina a maquina já são uma realidade.

Um dos países que mais tem avançado na criação de sua Stablecoin (criptomoeda estável lastreada por ativos fora da blockchain. O Tether, excluindo as controvérsias, é um exemplo devido ao seu suposto lastro em dólar na proporção 1:1) é a Suécia que anunciou esta semana que selecionou 19 projetos, dentre os mais de 40 inscritos, com o objetivo de criar a E-Crown (e-Coroa Sueca).

Desde o ano passado o Banco Central da Suécia o Riksbank tem demonstrando seu interesse em editar uma própria criptomoeda e em setembro elaborou um relatório com os princípios a serem seguidos para sua implantação: Escalabilidade. “Uma e-crown deve ter uma base sólida, que pode ser progressivamente expandida em diferentes estágios, à medida que os requisitos para a solução e-crown se desenvolvem … A solução básica deve ser projetada para integrar novos módulos e funções através de interfaces abertas”; Interoperabilidade. “Deve ser portátil tanto quanto possível e funcionar igualmente bem, independentemente do tipo de dispositivo ou sistema operacional que está sendo usado”; Confiabilidade . “A solução e-crown deve ser construída de forma robusta para garantir uma boa confiabilidade operacional e fornecer a melhor proteção disponível contra ataques cibernéticos e diferentes tipos de fraude”; Disponibilidade. “Deve ser fácil de usar e oferecer um bom desempenho, por exemplo, em termos de velocidade de transação. Também estará disponível 24 horas por dia ao longo do ano”

O banco então abriu suas portas para empresas, startups e outros players do mercado afim de obter auxilio no realização de seu objetivo. Buscando ajudar o Riksbank a resolver este problema cerca de 40 empresas de todo o mundo encaminharam seus projetos para o banco, entre as empresas, gigantes como Erickson e IBM.

“Tem havido muito interesse, desde pequenas empresas até gigantes mundiais manifestaram seu desejo de contribuir no projeto”,  disse Eva Julin, gerente da proposta no Riksbank

Depois de analisar todas as propostas o Banco selecionou 19 iniciativas para serem avaliadas com o intuito de auxiliar no desenvolvimento da criptomoeda estatal. Eva revelou ainda que até junho o Riksbank irá completar a avaliação de cada projeto e tomará uma decisão, isso pode significar que até o final de 2018 a Suécia pode ter uma criptomoeda estatal cuja implementação ainda terá que passar pela aprovação de outros poderes como o Parlamento Sueco. “Este ano, vamos apresentar a proposta final e concreta para uma e-Crown”. Julin não revelou mais detalhes sobre o projeto. Entre as proposta selecionadas estão a da IBM, o consórcio R3, Ericsson, Fundação IOTA, entre outros. Confira a lista completa.

  • ACC YFL Elite Lmt
  • Accenture
  • Accumulate
  • BGC
  • Cash Butler
  • ChromaWay / Sofitto
  • ecurrency
  • Ericsson
  • Fidesmo
  • Gisecke / Devrient Currency Technology
  • IBM
  • IOTA Foundation
  • Iteam
  • R3
  • Roberto Giori Company
  • Segella
  • Taler
  • Show
  • Visigon
COMPARTILHAR
Toda honra e Glória pertencem a Deus sempre. Publicitário e Produtor Cultural. Entusiasta de tudo aquilo que o Estado não consegue controlar. Abaixo aos muros, que se construa janelas para o amanhã
Compre e Venda Bitcoin, Ethereum, Litecoin e Decred de maneira simples, rápida e segura !!CLIQUE AQUI