Início Notícias Startup brasileira lança primeiro cripto-banco nacional

Startup brasileira lança primeiro cripto-banco nacional

1204
1
Startup brasileira lança primeiro cripto-banco nacional

Mesmo com uma regulamentação ainda em desenvolvimento e com posições indefinidas da CVM (Comissão de Valores Mobiliários) e do Banco Central, o setor cripto no Brasil não pára de crescer e pode ganhar o seu primeiro cripto-banco ainda este ano. Desenvolvido pela startup Bancryp, que deve iniciar uma oferta inicial de moeda (ICO, na sigla em inglês) em julho e pretende arrecadar US$40 milhões até novembro.

Diferente de uma exchange, na qual os usuários compram e armazenam suas criptomoedas, um cripto-banco atua, de certa forma, similar a um banco tradicional e além de armazenar ativos, oferece diversos produtos financeiros que vão de recarga de celular a empréstimos, pagamentos de boleto, consórcios, entre outros.

Idealizada por Alessandro Gomes, Elvis Lopes e Alberto Sousa a proposta é fornecer liquidez rápida para usar no dia a dia e pretende operar com Bitcoin, Litecoin, Ethereum, Ripple e o token XBANC, um token próprio desenvolvido pela startup. Assim, os consumidores brasileiros poderão utilizar as criptomoedas no seu cotidiano, incorporando o método de pagamento até para comprar um café. Para isso, toda a tecnologia, inclusive os cuidados com compliance e protocolos de segurança, são desenvolvidas internamente no escritório em Florianópolis, de acordo com a agência de notícias Floripa News.

“Nossa missão é construir um ambiente descentralizado, econômico e seguro para quebrar as fronteiras internacionais e as burocracias desnecessárias para controlarmos nosso dinheiro”, explica o CCO da empresa Alessandro Gomes.

A partir de outubro, o Bancryp passa a oferecer os primeiros serviços na sua plataforma. O cripto-banco irá oferecer transações em tempo real entre real (fiat) e criptomoedas, de forma que os clientes possam gerenciar ambos ativos. Será possível realizar empréstimos, consórcio e linhas de crédito. O pagamento também poderá ser feito com uma pulseira com tecnologia de aproximação. As soluções de pagamento poderão ser integradas com gateways de pagamento como Paypal, Stripe, Pagseguro, Mercado Pago, Moip, entre outros. A expectativa é que em 2019 mais de 500 mil contas sejam abertas, uma receita de R$18 milhões e expansão para dois outros países da América Latina.

loading...
COMPARTILHAR
Toda honra e Glória pertencem a Deus sempre. Publicitário e Produtor Cultural. Entusiasta de tudo aquilo que o Estado não consegue controlar. Abaixo aos muros, que se construa janelas para o amanhã
Garanta já sua vaga para o Block Summit SPCLIQUE AQUI