Início Coluna Sobre Bitcoin, riqueza e motivos para adquirir

Sobre Bitcoin, riqueza e motivos para adquirir

898
0
Sobre Bitcoin, riqueza e motivos para adquirir

Por mais paradoxal que possa soar, a frase que serve como título para este texto revela o que acontece quando uma pessoa busca, ao investir em Bitcoin, obter riqueza antes de conhecer o ativo.

Isso se mostrou ainda mais claro durante o grande rally de alta ocorrido no final de 2017. Cheguei a perder a conta de quantas pessoas me abordaram perguntando se o Bitcoin estava num bom preço de compra ou se iria continuar subindo sem nenhum limite.

Em compensação, ainda consigo contar em uma só mão a quantidade dos que me abordaram perguntando o que era o Bitcoin, como funcionava ou quais eram as qualidades que o faziam ser altamente procurado como estava sendo naquela época.

Ou seja, haviam muito mais pessoas que se preocupavam com o enriquecimento rápido na hora de investir do que aqueles que realmente queriam entender o que estavam comprando. E isso diz muito sobre o perfil médio do investidor brasileiro.

O que o Bitcoin significou para mim

Quando comecei a estudar e usar o Bitcoin, inicialmente, o fiz com o objetivo de recarregar minha conta de poker, afinal as taxas cobradas nos depósitos na moeda eram muito menores do que as de cartão de crédito.

Inicialmente, o Bitcoin não serviu para mim uma fonte de riqueza ou de especulação, e sim um meio mais barato para obter determinado serviço — no caso, a recarga de uma conta de jogo.

Quanto mais eu usava o ativo digital, identifiquei a possibilidade de estar lidando com algo tão prático e escasso como o ouro — e que fornecesse o mesmo tipo de proteção. Dito isso, passei a estudá-lo de forma mais aprofundada, e descobri várias coisas interessantes.

A primeira delas foi que o Bitcoin permite algo que eu sempre gostei de ter: mobilidade e facilidade de levar meus bens de um local para outro (essa, por sinal, foi uma das razões que me levou a aderir ao minimalismo). Usar o ativo digital como reserva de valor significa poder levar milhares, até milhões, guardados em um pen drive ou em um simples pedaço de papel.

Imagine poder fugir de um país autoritário levando no bolso toda a riqueza acumulada em uma vida inteira. Imagine não precisar vender tudo e não ter que declarar a esse governo quanto você tem. Qual ativo no mundo permite tal praticidade?

Outro grande atrativo que o Bitcoin mostrou para mim foi o de ser um ativo internacional, o qual pode ser trocado por reais, mas também por euros ou dólares com toda facilidade. Como eu sempre detestei os preços abusivos e burocracias existentes na compra de dólares em casas de câmbio, o Bitcoin se mostrou uma excelente alternativa como um ativo facilmente conversível.

Por fim, a terceira utilidade se manifestou nos últimos 18 meses. Eu sempre desejei ter um emprego no qual eu pudesse receber em moeda forte. E recentemente consegui isso, graças em grande parte aos estudos que fiz sobre a tecnologia nos últimos 4 anos.

Hoje tenho um bom trabalho, faço meu próprio horário e não dependo de uma moeda que pode ser manipulada ao prazer das vontades políticas de algum populista instalado em Brasília. E são essas razões que me fazem ser tão apaixonado pelo Bitcoin.

O real objetivo de conhecer o Bitcoin

Embora eu sempre deixe claro que acredito que o preço do Bitcoin pode, sim, chegar a valer 1 milhão de dólares no futuro, o aumento do valor pouco me interessa. Isso é apenas uma consequência do crescimento da demanda pelos benefícios trazidos pela moeda.

A tecnologia e suas qualidades (escassez, segurança e proteção contra governos) são, no mundo atual, onde o controle estatal sobre o dinheiro e os cidadãos tem sido cada vez maior, suficientes para dar uma expectativa favorável sobre o preço do Bitcoin.

Longe de pensar que poderia enriquecer no curto ou médio prazo — mesmo com a grande alta do ano passado — meu primeiro objetivo foi o de manter meu capital protegido. Para isso, estudei cerca de 6 meses sobre a tecnologia, ainda em 2014, antes de realizar a minha primeira compra, quase um ano depois.

Portanto, a dica que deixo para quem deseja adquirir Bitcoin é de, primeiro, saber em que a moeda pode lhe ser útil. Conheça as vantagens em usar Bitcoin e os riscos envolvidos, saiba como ele funciona e quais dessas vantagens podem ser úteis para o que você está procurando.

Existem várias leituras sobre o tema que podem auxiliar os leitores sobre o Bitcoin. Algumas delas estão reunidas neste ebook, que também conta sobre a história do Bitcoin e suas principais vantagens. Trata-se de uma excelente leitura para os iniciantes.

Conclusão

Colocar créditos em uma conta para jogar poker. Este foi o principal motivo que me levou a alocar parte do meu patrimônio em Bitcoin.

Ter um ativo que me permitisse mobilidade em caso de precisar evitar um possível confisco do meu dinheiro por um governo extremista. Eis a segunda razão.

Ter um trabalho que me permitisse receber em moeda forte. A terceira razão, a qual acabou sendo mais uma consequência do meu aprendizado do que algo deliberadamente planejado.

E, até o dia de hoje, não me tornei rico com Bitcoin. Mas apenas por ele ter atendido aos três motivos, já se tornou de bem de transação para a minha principal reserva de valor. Portanto, deixo a seguinte mensagem: ao conhecer o Bitcoin, não procure nele um meio de riqueza fácil, e sim um meio de utilidade fácil.

COMPARTILHAR
Coach financeiro, escritor e colunista no Criptomoedas Fácil. Jogador de poker, ambos por paixão e vocação.