A Ripple conquistou, recentemente, um dos seus maiores clientes até o momento. O Grupo Santander anunciou um novo aplicativo mobile que utilizará a blockchain da empresa.

O banco estava testando o aplicativo há 18 meses com seus funcionários, integrando a Apple Pay para pagamentos entre US$14 e US$14 mil, de acordo com a Finextra, agência de notícias sobre finanças e tecnologia. O aplicativo será lançado na Espanha, no Brasil, no Reino Unido e na Polônia.

Os clientes poderão usar o aplicativo visando a facilitação de pagamentos entre fronteiras no mesmo dia e em menos de um minuto, de acordo com a apresentação feita pelo banco. O aplicativo também fornecerá uma carteira digital, um gerente de finanças pessoais e auxiliará nos pagamentos de pessoa para pessoa.

“Planejamos lançar este aplicativo nos próximos meses, e confirmamos que estamos planejando utilizar a xCurrent no projeto”, disse um porta-voz do Santanter. O produto xCurrent da Ripple não utiliza a XRP, token original da empresa.

Brad Garlinghouse, presidente da Ripple, anunciou a novidade em seu Twitter, observando que o aplicativo será lançado ainda neste trimestre.

A Ripple gastou cerca de US$84 milhões de tokens XRP dos quase US$1 bilhão de sua reserva de janeiro no mês passado. A empresa teve acesso a 1 bilhão de tokens XRP no mês passado, o que significa que os 900 milhões restantes voltaram para a custódia no final de janeiro. Os fundos foram transferidos de volta através de duas transações.

A empresa possui 61 bilhões de XRP avaliados em US$51 bilhões trancados em custódia nos próximos quatro anos através de uma série de contratos inteligentes. O movimento de custódia da Ripple foi desenvolvido como uma forma de aumentar a confiança no seu token XRP. A cada mês, 1 bilhão de tokens XRP é gerado para a empresa para uso interno.

loading...
COMPARTILHAR
Publicitária, planejadora estratégica e entusiasta do universo cripto. Confia nas mudanças que a tecnologia irá trazer para a sociedade.