Ethereum

A startup ConsenSys está em parceria com a nação africana República de Maurício, que poderia criar uma “Ilha Ethereum”. O conceito seria desenvolver um pólo de inovações de tecnologia blockchain, com ramificações pela África, Ásia e outros países.

A empresa desenvolvedora de aplicativos descentralizados com base na cidade de Nova York, ConsesSys, enviou Joseph Lubin (fundador) juntamente com uma equipe de executivos da startup para encontrarem com o Conselho de Investimento do país. Com o Banco da República de Maurício e outras autoridades de setores privados entre os dias 5 e 7 de julho deste ano.

Oficialmente conhecido como República de Maurício ou República da Maurícia, é um país insular do oceano Índico, constituído pelas ilhas Mascarenhas orientais: Ilha Maurícia; Ilha Rodrigues e por mais dois arquipélagos mais a norte: Ilhas Cargados Carajos; e Agalega. A República disputa ainda com Madagascar e a França, a ilha de Tromelin.

Falando à imprensa local após as reuniões, Joseph revelou que ele e sua equipe ficaram impressionados com o conhecimento e o entusiasmo pela tecnologia exibida por funcionários locais:

Esperávamos encontrar um entusiasmo significativo … mas ficamos surpresos com a emoção que sentimos em cada reunião. Se a República de Maurício se esforçar para ser um líder mundial, será.

James Duchenne, representante de investimentos dos EUA que ajudou a organizar o tour, acrescentou que houve um forte interesse na licença regulatória da comunidade blockchain desde seu anúncio.

Por que a República de Maurício?

A razão principal segundo Joseph, é que ele e sua equipe descobriram que os menores países possuem as ferramentas e a agilidade necessária para adotar e adaptar novas tecnologias, de uma forma mais rápida que as jurisdições maiores.

Observamos em todo mundo a tecnologia blockchain, em especial o Ethereum, está sendo bem aceita e está impulsionando o crescimento de negócios (…)

Mas o que vêm nos chamando a atenção são essas jurisdições menores, que são mais homogêneas em seu foco e na intenção,  onde há uma forte campanha de alto nível do governo para as tecnologias de ponta.

Na estimativa da ConsenSys, a República de Maurício atende a todos esses critérios e tem o potencial de se transformar rapidamente em um pólo para empresas blockchain, que procuram se ramificar em todo o mundo.

“Se as discussões continuarem no ritmo que eles tiveram nos últimos dias, eu poderia facilmente nos ver executando outro programa da ConsenSys Academy na República de Maurício”, disse Jeremy Millar, chefe de gabinete da ConsenSys.

Nenhum calendário para um acordo final foi fornecido, mas ambos os lados expressaram fortes interesses em continuar e avançar a conversa.

loading...
  • Rafael Doni Cipriano

    Se conseguirem vai chamar holofotes globais para o ETH….. muito bom!!!!