Início Notícias Relatório aponta que a tecnologia blockchain pode reduzir a incerteza no comércio...

Relatório aponta que a tecnologia blockchain pode reduzir a incerteza no comércio exterior

421
0
Relatório aponta que a tecnologia blockchain pode reduzir a incerteza no comércio exterior

Em seu novo resumo de políticas, o Centro Austríaco de Pesquisa Econômica Internacional (FIW, na sigla em inglês) examinou os possíveis efeitos da digitalização, incluindo a tecnologia blockchain, sobre a economia de exportação, informou a Cointelegraph da Alemanha, recentemente.

O relatório foi preparado por Bernhard Dachs, do Instituto Austríaco de Tecnologia, em nome do Ministério Federal Austríaco para Assuntos Digitais e Econômicos, e mostra uma imagem positiva da tecnologia blockchain e da inteligência artificial (IA).

Dachs afirma que a tecnologia blockchain pode tornar as transações nas exportações mais seguras e, com isso, reduzir a incerteza. Além disso, a tecnologia descentralizada poderia ajudar a “reduzir substancialmente o custo de processamento das garantias de exportação”.

A Dachs também observou que a blockchain deve primeiro ser amplamente aceita, especialmente no setor bancário, antes que as relações de importação e exportação austríacas possam se beneficiar razoavelmente da tecnologia.

A Áustria ocupa o 11º lugar entre os estados membros da União Europeia no Índice de Economia e Sociedade Digital. Por conseguinte, o relatório salienta que a ciência e a indústria devem ser reforçadas no desenvolvimento de novas oportunidades digitais, para que a Áustria possa assumir um papel de liderança na inovação futura. Bernhard Dachs resume no final do relatório:

“Os serviços, em particular, podem esperar ganhos significativos em automação e comercialização de novas tecnologias, como blockchain ou AI, o que proporcionará um impulso significativo a essas indústrias. O desenvolvimento de novas ofertas de serviços pode ser um motor de crescimento para as empresas austríacas.”

Grandes empresas em todo o mundo começaram a aplicar a tecnologia de contabilidade distribuída (DLT) à logística e às operações da cadeia de suprimentos. Os primeiros projetos pilotos da IBM e da empresa de logística Maersk para mapear documentos de frete em uma blockchain já estão em execução. O porto de Hamburgo, na Alemanha, também está atualmente desenvolvendo um projeto chamado HanseBloc, que supostamente garantirá a troca eletrônica segura de conhecimento de embarque via blockchain.

Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!