Início Notícias Receita Federal do Brasil participa de evento focado em Bitcoin, Privacidade e...

Receita Federal do Brasil participa de evento focado em Bitcoin, Privacidade e Blockchain na Universidade de Stanford

342
2
Receita Federal do Brasil participa de evento focado em Bitcoin, Privacidade e Blockchain na Universidade de Stanford

A Receita Federal do Brasil tem buscado aprimorar seus conhecimentos sobre Bitcoin e blockchain e, para isso, o regulador nacional vai enviar um representante da organização para a Universidade de Stanford, nos EUA, com a finalidade de participar de um evento focado em criptomoedas, escalabilidade e cadeia de blocos, o Stanford Blockchain Conference 2019.

Este é o terceiro evento do tipo a ser realizado pela Universidade que preza por uma programação técnica e abordando conceitos pouco tradicionais frente aos eventos que tem ocorrido no Brasil e na América Latina, como Labitconf, CriptoFácil Summit, BlockMaster, Bitconf, BlockCripto, entre outros. Um dos tópicos principais do evento será sobre o Mimblewimble, um antigo protocolo que pretende trazer mais privacidade para o Bitcoin e que pode ser implementado em 2019 por meio de aplicações em Sidechains ou mesmo na blockchain core (propostas Grin e Bean). Ainda no campo da privacidade também será debatido implementações como Quisquis, Multi-hop Locks, entre outros.

Além disso, outros temas como escalabilidade, DEX, Proof-of-Stake, novas formas de consenso em blockchain, DLT, hard forks, vulnerabilidades e segurança em contratos inteligentes, entre outros temas serão debatidos na Conferência que contará tanto com especialistas da Universidade de Stanford, palestrantes da gigante mundial de pagamentos com cartão, Visa (Shashank Agrawal); especialistas do hub de Ethereum Consensys (Suhabe Bugrara); integrantes da IBM (Angelo de Caro); MIT (Tadge Dryja); desenvolvedores da Blockstream (Andrew Poelstra; Pieter Wuille) e Zcash (Peter Todd).

Como mostrou o Criptomoedas Fácil, recentemente a RFB, anunciou que vai intensificar o cerco em relação aos investidores de criptomoedas visando impedir que os criptoativos sejam usados para lavagem de dinheiro, evasão de divisas, sonegação fiscal entre outros crimes. Além disso, o regulador brasileiro também esta desenvolvendo uma série de aplicações em blockchain, incluindo o registro do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) na cadeia de blocos, em um possível piloto para a criação de um ID (Identidade Digital) no Brasil. Representando a RFB no evento em Stanford, estará Ronald Cesar Thompson, Coordenador-Geral de Tecnologia da Informação da Secretaria da Receita Federal do Brasil.

COMPARTILHAR
Toda honra e Glória pertencem a Deus sempre. Publicitário e Produtor Cultural. Entusiasta de tudo aquilo que o Estado não consegue controlar. Abaixo aos muros, que se construa janelas para o amanhã
Compre e Venda Bitcoin, Ethereum, Litecoin e Decred de maneira simples, rápida e segura !!CLIQUE AQUI