Início Notícias Que tiro foi esse? Bitcoin é discutido no Fórum Econômico Mundial em...

Que tiro foi esse? Bitcoin é discutido no Fórum Econômico Mundial em Davos

1075
2
Forum

Ei, que tiro foi esse? Nesta quinta-feira, 25, o Bitcoin foi debatido no maior e mais importante evento do mundo sobre economia global, o Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, por onde circulam os presidentes das nações mais ricas do planeta, além de ministros de economia, chefes de Bancos Centrais, empresários, magnatas, grandes capitalistas, enfim, a nata da economia mundial. E tem amigo seu que ainda continua achando que o Bitcoin é coisa de nerd e que não serve para nada.

Essa não foi a primeira vez que se falou de Bitcoin em Davos,  em outras edições a moeda apareceu também, embora timidamente, sendo citada em uma ou outra declaração. Desta vez no entanto, houve um painel especial para discutir criptomoeda, denominado “The Crypto-Asset Bubble “, integrado por Cecilia Skingsley, vice-governadora do banco central da Suécia; Jennifer Zhu Scott, principal parceiro da Radian; Neil Rimer, parceiro geral do Index Ventures e Robert Shiller, economista vencedor do Prêmio Nobel. A sessão foi moderada por Yang Yanquing, vice-editor-chefe do conglomerado chinês de mídia financeira Yicai.

O Painel de Davos ficou dividido, nada diferente do que acompanhamos diariamente quando o assunto é Bitcoin, enquanto uns acreditam que a moeda não serve como ‘moeda’, outros acham que só serve a Blockchain e, claro, também há os defensores, como Neil Rimer, afirmando que a criação de Nakamoto é “uma das invenções mais audaciosas, generosas e profundas que já vi. Nós temos apenas nove anos de experiência neste experimento. Ele foi bem às vezes e muito mal em outras. Poderia falhar completamente e ir para zero, mas conseguiu uma série de coisas que eu acho notáveis em tão pouco tempo“, disse ele durante o painel.

Pelos Dimon´s falou Jennifer Zhu Scott para quem o bitcoin é “uma moeda muito ruim” e também Cecilia Skingsley, argumentando que uma moeda precisa ter estabilidade de preços e aceitação generalizada para ser eficiente “Na minha opinião, criptografia – bitcoin e os outros – não cumprem os critérios de dinheiro. Eles podem ser chamados de um ativo, mas não são uma loja estável de valor, eles flutuam muito e você não pode usar como meio de troca “. Já Robert Shiller (Nobel de Economia) chamou a criptografia de uma “ideia realmente inteligente”, mas concluiu “Há certas pessoas que amam isso. Mas parece-me que é uma tecnologia para outra coisa. Ele se tornou viral como uma moeda. Blockchain é importante, mas não é estável“.

Lideres Mundiais

O assunto Bitcoin não ficou restrito a um painel lateral em Davos, líderes mundiais também tem se pronunciado sobre o tema, Steven Mnuchin, que lidera o Departamento do Tesouro dos EUA, por exemplo,  observou em um painel, “Meu foco número um em criptografia, sejam moedas digitais ou bitcoin ou outras coisas, é que queremos garantir que elas não sejam usadas para atividades ilícitas“, observou Mnuchin, de acordo com um relatório da Reuters .

Até mesmo Christine Lagarde, chefe máxima do Fundo Monetário Internacional, falou de Bitcoin e, como já havia declarado em outra oportunidade anunciando que 2018, será o ano em que os governos devem regular as criptomoedas (há no FMI um painel para discussão sobre o assunto), “O anonimato, a falta de transparência e a forma como ele pode ser usado para esconder e proteger a lavagem de dinheiro e o financiamento do terrorismo é apenas inaceitável. Ele precisa ser levado em consideração“.

Na linha de Christine, também pontuou que pode haver regulamentação no mercado cripto, a primeira ministra do Reino Unido, Theresa May. Emmanuel Macro, presidente Francês, seguiu o roteiro de outras declarações também, salientando que é preciso criar uma abordagem global para a moeda, lembrando que a França já conclamou o G20 para discutir regulamentações multilaterais para o Bitcoin.

Cripto Jantar

De acordo com a AFP, quem atitou para todo lado contra Bitcoin, politica e tecnologia foi o bilionário americano de origem húngara George Soros durante seu jantar anual no fórum de Davos. Soros descreveu o Facebook e o Google como “monopólios cada vez mais poderosos” que poderiam estar tentados a se aliar com “regimes autoritários” para criar “uma rede totalitária como as que Aldous Huxley ou George Orwell poderiam ter imaginado” em seus romances “Admirável mundo novo” e “1984”.

Soros, grande crítico do capitalismo ultraliberal, afirmou que os gigantes da internet deverão obedecer a regulações mais severas, impulsadas principalmente pela Comissão Européia da Concorrência. Sobre o Bitcoin o bilionário afirmou que “Não é uma moeda”, considerando que seus frequentes surtos ascendentes são “uma bolha típica”. O investidor não acredita, no entanto, em uma “queda brutal” do bitcoin, mas em um declínio gradual, devido ao atrativo que este supõe para os regimes autoritários graças a seu anonimato.

Blockchain

Seguindo o roteiro que também temos acompanhado aqui no Criptomoedas Fácil, enquanto há restrições e debates sobre o Bitcoin e criptomoedas, parece haver um consenso sobre a tecnologia Blockchain, tendo sido classificada como fascinante pela chefe do FMI e essencial para o ministro de comunicação da Russia, Nikolai Anatolyevich Nikiforov,  que afirmou, “Blockchain é uma tecnologia essencial da economia digital que torna a economia mais efetiva e, como resultado, melhora a qualidade de vida

No mesmo tom de integração, Richard Crook, chefe de tecnologia emergente do Royal Bank argumentou que só falta decidir que rumo tomar em blockchain, “Estamos sentados em torno desta mesa, tentando decidir qual almoço vamos comer. Porque os benefícios da blockchain provêm da descentralização e estamos no ponto em que é possível substituir uma tecnologia por outra sem alterar o modelo de negócio“.

O próprio Forum emitiu sua posição sobre o assunto, “Blockchain ou tecnologia de razão contábil distribuída, poderia dar origem a uma nova era da Internet ainda mais perturbadora e transformadora do que a atual. A capacidade da Blockchain de gerar oportunidades sem precedentes para criar e negociar valor na sociedade levará a uma mudança na evolução da Internet, desde uma Internet de Informação até uma nova geração de Internet de Valor. A chave para ativar esta transição é a formação de um consenso multilateral sobre como funciona a tecnologia, suas aplicações atuais e potenciais e como criar as condições regulatórias, culturais e organizacionais para que ele tenha sucesso“.

To the moon?

As declarações sobre Bitcoin, criptomoedas e Blockchain prometem continuar não somente no evento mas também em outros fóruns multilaterais, provando que o Bitcoin, independente da opinião, ganhou totalmente o mainstrem. Para resumir isso, a melhor colocação do dia foi de Jennifer Zhu Scott, ainda no painel “The Crypto-Asset Bubble”

“O fato das pessoas continuarem discutindo o preço do Bitcoin, se ele esta supervalorizado acima do US$ 10 mil ou se deve ultrapassar este valor, mostra o quanto isso é louco. O Bitcoin está vivo e atraindo cada vez mais atenção, isso é fato, vejam este painel, estamos falando sobre bitcoin em Davos com um vencedor do Prêmio Nobel, um governador do banco central e um investidor experiente, acho que isso mostra que ele é uma ferramenta poderosa”.

Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!