Início Notícias Presidente de órgão regulador se queixa e diz que os EUA está...

Presidente de órgão regulador se queixa e diz que os EUA está ficando pra trás em relação à blockchain

303
0
Presidente de órgão regulador se queixa e diz que os EUA está ficando pra trás em relação à blockchain

O chefe da Comissão de Comércio de Futuros de Commodities dos EUA (CFTC, na sigla em inglês) disse ao Congresso nesta quarta-feira, 25 de julho, que a agência está “ficando para trás” em relação à blockchain em comparação a outros países.

Segundo a publicação da Coindesk, o presidente J. Christopher Giancarlo discursou perante o Comitê da Agricultura da Câmara, abordando questões sobre o desempenho da agência e a agenda futura. Foi durante esse tempo que o presidente colocou uma questão sobre blockchain.

Ele observou que o regulador está paralisado em certos aspectos – por exemplo, Giancarlo disse que a CFTC não pode operar um nó em uma blockchain operada por um consórcio bancário – apesar de ser convidado por essas instituições – porque o compartilhamento de informações e dados é considerado um presente e, portanto, é algo que o CFTC não pode aceitar.

Da mesma forma, a CFTC não pode comprar ou alugar a capacidade de executar um nó porque exigiria uma lei de apropriações através do Congresso. Como resultado, ele disse, “no momento em que passamos por tudo isso, essa coisa já está lançada”.

Em vez disso, ele defendeu um projeto de lei apresentado pelo deputado Austin Scott, que concederia ao regulador a capacidade de aceitar dados compartilhados – algo que daria à CFTC uma vantagem sobre o assunto.

“Estamos ficando para trás. Apenas dois dias atrás, o Banco da Inglaterra anunciou que está instalando um novo sistema de pagamento banco a banco no Reino Unido e será utilizado blockchain”, disse Giancarlo durante a audiência.

Ele passou a explicar:

“[O Banco da Inglaterra] teve os últimos quatro anos para participar de todos esses testes beta relacionados à blockchain que não pudemos participar e eles conseguiram se sentir confortáveis ​​com a tecnologia e agora estão. Eu sinto que estamos quatro anos atrasados ​​porque precisamos testá-la, precisamos entendê-la para que possamos fazer um trabalho melhor como regulador antes de eu vir ao Congresso e dizer que precisamos de dinheiro para construir algo.”

A parte irônica, brincou o deputado Michael Conaway, é que a CFTC tem autoridade legal para exigir informações após o lançamento da blockchain, mas as leis atuais impedem que o regulador analise as informações antes desse ponto.

Giancarlo concordou, dizendo que “nós temos autoridade para intimar [mas] essa é provavelmente a maneira errada de se proceder”.

COMPARTILHAR
Publicitária, planejadora estratégica e entusiasta do universo cripto. Confia nas mudanças que a tecnologia irá trazer para a sociedade.
Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!