Início Notícias Poloniex anuncia revisão de termos de uso e suspensão de serviço em...

Poloniex anuncia revisão de termos de uso e suspensão de serviço em vários países

477
0
Poloniex anuncia revisão de termos de uso e suspensão de serviço em vários países

A Poloniex, uma das mais populares exchanges de criptoativos do mundo, anunciou uma revisão de seus termos de uso. Com o novo procedimento, vários países deixarão de ter acesso à plataforma da empresa.

De acordo com a atualização, lançada em 18 de outubro, “os sites e os serviços oferecidos pela Poloniex (conforme definido abaixo) NÃO se destinam às pessoas residentes na China, na Alemanha, no Paquistão, no Vietnã e nos estados de New Hampshire, Nova York e Washington (Estados Unidos), ou quaisquer outros Territórios Restritos, conforme definido na Seção 37″.

A Seção 37 detalha que, além das jurisdições na lista negra, os usuários não podem usar os serviços da Poloniex se residirem em “Cuba, Irã, Coreia do Norte, Sudão, Síria ou qualquer outro país aos quais os Estados Unidos, Reino Unido ou a União Europeia impõem sanções ou embargos”. Também adverte que os usuários são proibidos de usar os serviços se pretenderem realizar transações com uma pessoa ou entidade de um desses territórios.

A Poloniex cortou o acesso dos usuários residentes em New Hampshire, Washington e Nova York desde 2017, mas os outros territórios restritos foram cortados apenas recentemente.

Segundo a agência de notícias Bitcoin Magazine, as imposições entraram em vigor imediatamente para os usuários que se cadastraram na Poloniex a partir de 18 de outubro deste ano, no mesmo dia em que a revisão dos termos foi publicada. Para usuários com cadastros ativos antes dessa data, o novo contrato de usuário terá efeito um mês depois, em 18 de novembro de 2018.

Entre as restrições de usuário, a Poloniex também observa nos termos da atualização de uso que se reserva ao direito de “se recusar a permitir a abertura de uma conta, suspender conta já abertas, consolidar contas se tiver mais de uma ou encerrar sua conta ou seu uso de um ou mais dos Serviços”, bem como “[reservar] o direito de alterar, suspender ou descontinuar qualquer aspecto dos serviços a qualquer momento e em qualquer jurisdição, incluindo horas de operação ou disponibilidade de qualquer recurso, sem aviso prévio e sem responsabilidade”.

Esta não é a primeira vez que a Poloniex fez revisões em seus termos de uso. A exchange recebeu críticas da comunidade após uma atualização anunciada em agosto de 2017. Essa atualização gerou a expansão de seus estados restritos de Nova York para Washington e New Hampshire. A atualização avisou os usuários que não tinha obrigação de fornecer aos usuários criptomoedas oriundas de hard forks, o que gerou apreensão devido à proximidade do hard fork que originou o Bitcoin Cash.

Mais recentemente, uma nova controvérsia atrapalhou a exchange, quando surgiram notícias de que ela congelaria contas não verificadas, dando aos seus usuários um ultimato para realizar a verificação ou ter suas contas suspensas. Coincidentemente, essa mudança ocorreu há cerca de um mês na Circle Internet Ltd., empresa apoiada pelo banco norte-americano Goldman Sachs, que adquiriu a Poloniex na primeira grande aquisição de uma exchange de criptomoedas por uma empresa de fora.

Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!