Início Notícias Pesquisa mostra que preço do Bitcoin está vinculado à opinião pública nas...

Pesquisa mostra que preço do Bitcoin está vinculado à opinião pública nas mídias sociais

799
0
Pesquisa mostra que preço do Bitcoin está vinculado à opinião pública nas mídias sociais

Pesquisadores do Stevens Institute of Technology, em Hoboken, New Jersey, Estados Unidos, liderados pelo professor assistente de sistemas de informação Feng Mai, descobriram que o valor do Bitcoin tem sido manipulado (embora talvez involuntariamente) pelo sentimento público. Os resultados verificam algo que as pessoas vêm considerando há algum tempo, que a presença na mídia social e os preços do Bitcoin estão relacionados.

“Esta foi a primeira descoberta estatística robusta a verificar se as mídias sociais e o preço Bitcoin estão realmente vinculados”, disse Mai em um comunicado à imprensa.

“Pode ser intuitivo, mas o sentimento positivo move os preços do Bitcoin.”

O estudo mostra que períodos de comentários cada vez mais positivos nas mídias sociais refletiram significativamente no aumento de preço do BTC. Para coletar os dados, a equipe classificou os comentários em categorias de sentimento “positivo”, “negativo” e “outro” usando técnicas de processamento de linguagem natural.

Eles também coletaram dados do Twitter de dois meses, incluindo mais de 3,4 milhões de tuítes sobre o Bitcoin. A equipe de pesquisa então comparou as mudanças no preço do Bitcoin com a tagarelice associada à criptomoeda. As descobertas também incluíram a análise de mais de dois anos de posts em fóruns, especificamente no fórum público Bitcoin mais popular do mundo, o Bitcointalk. Curiosamente, a “maioria silenciosa”, em oposição à “minoria vocal”, que tem impacto sobre esses preços, os pesquisadores descobriram.

Para esclarecer, comentários e tuítes dessa minoria vocal não parecem alterar o preço do Bitcoin. Na realidade, a maioria silenciosa, definida como usuários pouco frequentes que comentavam sobre as perspectivas da moeda, movia os preços mais – até dez vezes quando postavam comentários positivos.

A equipe de pesquisa não parou por aí. Assim como a tagarelice pode afetar o preço, o valor do BTC pode afetar comparativamente o sentimento em torno dele, então para determinar com mais precisão o relacionamento complexo, eles também consideraram outras especificações como aumentos e quedas diárias, usando indicadores como índice de ações, preços do ouro e volatilidade.

Maioria silenciosa versus minoria vocal

O que é particularmente interessante é como a equipe de pesquisa dividiu suas descobertas. Eles foram um passo além ao dividir os comentaristas do Bitcoin em dois grupos: aqueles que estavam postando com muita frequência (minorias vocais) e aqueles que não estavam (maioria silenciosa) para ver quais tipos de usuários afetam mais os preços.

Eles descobriram que, em vez de os usuários vocais direcionarem as mudanças no preço do Bitcoin, o preço mudava em proporção aos comentários feitos pelos usuários que postavam com menor frequência.

“Usuários vocais de mídia social podem às vezes ter uma certa agenda, neste caso, aumentando o preço do Bitcoin porque eles mesmos investiram nele”, disse Mai.

“Então, se a maioria das mensagens sociais em torno do Bitcoin é gerada por pessoas que são tendenciosas, os sentimentos nas mídias sociais podem não refletir com precisão o valor real da moeda.”

COMPARTILHAR
Publicitária, planejadora estratégica e entusiasta do universo cripto. Confia nas mudanças que a tecnologia irá trazer para a sociedade.