Início Notícias Pesquisa aponta que mesmo com a desvalorização do Ethereum ICOs não são...

Pesquisa aponta que mesmo com a desvalorização do Ethereum ICOs não são prejudicadas

449
0
Pesquisa aponta que mesmo com a desvalorização do Ether ICOs não são prejudicadas

Segundo uma nova pesquisa da corretora de criptomoedas BitMEX, apesar das grandes quedas nos preços das criptomoedas desde o final do ano passado, os projetos de ofertas iniciais de moedas (ICOs, na sigla em inglês) não perderam dinheiro em média.

De acordo com a publicação da Coindesk, a equipe de pesquisa da plataforma de negociação de criptomoedas publicou o novo trabalho nesta segunda-feira, 01 de outubro, depois de ter se juntado à TokenAnalyst para rastrear o balanço de Ethereum (ETH) de 222 ICOs.

Especificamente, os pesquisadores analisaram a quantidade de ETH levantada pelos projetos e o valor em dólares dos ganhos e das perdas que surgiram nas mudanças de preços das criptomoedas.

Os pesquisadores dizem que a queda no valor do ETH neste ano não causou dificuldades nos projetos em geral.

Pelo contrário, o resumo do artigo afirma:

“No nível macro, os projetos parecem já ter vendido Ethereum quase o tanto que eles levantaram (em termos de dólares). A parte de Ethereum ainda detida por projetos, mesmo com o preço atual de US$230, tratam-se de projetos que ainda não foram realizados.”

A BitMEX observa que os totais fornecidos no documento podem ser mais baixos do que algumas outras fontes, uma vez que eles analisaram apenas os saldos em ETH e não incluíram fundos arrecadados por meio de outros tokens.

A equipe indica que, após a queda do valor do ETH, algumas pessoas do setor levantaram a possibilidade de uma “espiral descendente de preços” devido aos grandes grupos de ETH mantidos por projetos de ICO.

No entanto, as 222 ICOs capturadas levantaram US$5,5 bilhões em ETH no total, de acordo com o relatório, e parecem ter vendido uma quantia muito similar – produzindo um total de apenas US$11 milhões a menos.

Além disso, os projetos ainda detém 3,8 milhões de ETH, cerca de 25% dos tokens originalmente levantados, diz a BitMEX.

E acrescenta:

“No entanto, em termos de dólares, esses projetos basicamente já venderam a mesma quantidade de Ethereum que eles originalmente levantaram, deixando-os com uma boa participação de US$830 milhões do Ethereum.”

Os pesquisadores ressaltam que os dados são “um pouco distorcidos” pelo projeto EOS, que levantou cerca de 70% de ETH (por valor em dólares) de todos os projetos rastreados. No entanto, remover o EOS dos dados, ainda leva a conclusões “semelhantes”, dizem eles.

Em relação aos lucros e perdas não realizados, a BitMEX diz que as ICOs ainda têm ganhos líquidos de US$93 milhões com base em um preço de ETH a US$215 (até o fechamento deste artigo, um ether vale US$ 230).

“Pode surpreender alguns que as ICOs ainda estejam em uma situação líquida de lucros não realizados, mas muitos dos saldos do Ethereum foram construídos antes da alta dos preços no final de 2017”, disse a equipe.

Assim, enquanto alguns projetos podem ter sofrido grandes perdas, as perdas brutas nos projetos chegam a US$ 311 milhões, de acordo com os dados. Isso é “mais do que compensado” em US$403 milhões em ganhos brutos não realizados, dizem os pesquisadores.

COMPARTILHAR
Publicitária, planejadora estratégica e entusiasta do universo cripto. Confia nas mudanças que a tecnologia irá trazer para a sociedade.
Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!