Início Notícias OriginalMy fala sobre ICOs e tokens em sua palestra durante a BitConf...

OriginalMy fala sobre ICOs e tokens em sua palestra durante a BitConf 2018

826
0
Edilson Osório da OriginalMy

A OriginalMy (OM) – empresa brasileira que presta serviço de autenticidade e certificação via blockchain – foi uma das palestrantes durante a sexta edição da BitConf, que ocorreu em São Paulo, nos dia 05 e 06 de maio.

Representada por seu fundador – o já famoso e conhecido Edilson Osório – a OriginalMy abordou o panorama global das ofertas iniciais de moedas (ICOs, na sigla em inglês), mostrou as diferenças entre os tipos de tokens e como os investidores tradicionais estão tendo dificuldade em investir em startups de blockchain.

Para ilustrar a explanação, Osório contou a história da tentativa de ICO da OM e como foi a relação com a CVM durante este processo.

A OM foi lançada em 2015 – durante uma BitConf – e após mais de dois anos de intenso trabalho e desenvolvimento, pretendia realizar sua ICO em outubro de 2017. Foi quando recebeu uma carta da CVM com diversos questionamentos, um prazo apertado para resposta e uma multa pesada caso não respondesse. Por exigência da própria CVM, contratou um advogado especializado no tema para que pudesse responder. Após a resposta, silêncio por parte da Comissão de Valores Mobiliários.

Porém, recebeu um novo ofício da entidade – com um prazo ainda mais apertado – poucos dias antes da nova data estabelecida.

Não restou outra saída a não ser a ida à Europa por parte da OriginalMy, que já tinha a internacionalização como primeira meta do ICO, por receber muitos leads daquela região

“Hoje a Original My é uma empresa Estoniana com um escritório no Brasil”, disse Osório.

Conforme dito por Osório, a OM mudou a constituição da empresa para Estônia – pelo fato do país ser amigável às criptomoedas e à blockchain – mas a ICO acabou não sendo necessária. A OM vendeu seus tokens em uma rodada privada de investimentos realizadas pela Ásia.

Além desses fatos, Osório também falou sobre a parceria realizada com um cartório para certificação de documentos através de serviço notarial.

Essa parceria – que já havia sido noticiada pelo Criptomoedas Fácil durante a última Campus Party – foi realizada com o Cartório Azevêdo Bastos, que existe desde 1888 e é reconhecido nacionalmente por ser um cartório diferenciado e à frente do tempo.

Após o evento, Osório aceitou um papo exclusivo com o Criptomoedas Fácil e nos falou um pouco sobre o que achou desta edição da BitConf:

“Esta sexta edição e, sem sombra de dúvidas, foi a melhor e maior BitConf que tivemos até o momento. Dos expositores à qualidade das palestras, contando inclusive com quatro apresentações internacionais. Além de tudo, ainda conseguiu se manter como um evento da comunidade para a comunidade, um espaço para encontro dos principais nomes da criptoesfera nacional e troca de experiências, networking, aprendizado e muitos negócios.”

Além destas impressões sobre o evento, o fundador da OriginalMy – que é o método principal de login da exchange Profitfy através do serviço Blockchain ID – também elencou o que mais tinha gostado da BitConf:

“A palestra do Rafael Steinfeld, com sua visão sobre o ambiente jurídicos para os criptoativos. Na apresentação do Girino e do Rhama, sobre a deCRED foi possível ver o carinho com que a comunidade lida com essa criptomoeda. As palestras internacionais com Roger Ver, mesmo que por videoconferência, Jon Maddog Hall, Rodolfo (LaBitConf e Bitcoin Center Argentina) e Jake Yocom-Piatt da deCRED. Além disso as mesas de debates foram sensacionais, tanto a dos influencers e youtubers, como a com os vendedores P2P.”