Início Notícias Nova York concede a primeira licença para uma empresa de caixas eletrônicos...

Nova York concede a primeira licença para uma empresa de caixas eletrônicos de Bitcoin

593
0
Nova York concede a primeira licença para uma empresa de caixas eletrônicos de Bitcoin

Segundo o artigo publicado pela agência de notícias Coindesk, a Coinsource, operadora de caixas eletrônicos de Bitcoin (BTM), acaba de se tornar a 12ª empresa do universo das criptomoedas a receber uma licença do Departamento de Serviços Financeiros do Estado de Nova York (NYDFS, na sigla em inglês).

A empresa anunciou a aprovação da chamada BitLicense nesta quinta-feira, 01 de novembro, com o advogado da empresa, Arnold Spencer, observando que foi a primeira concedida a um fornecedor de caixas eletrônicos de Bitcoin até o momento. A empresa já possui 40 BTMs no estado, tendo operado sob uma licença provisória até a aprovação total.

Em um comunicado, a superintendente do NYDFS Maria Vullo confirmou a notícia, dizendo que a aprovação da licença é “mais um passo na implementação de fortes salvaguardas regulatórias e controles eficazes baseados em risco, incentivando o crescimento responsável da inovação financeira”.

Receber a BitLicense, disse Spencer à CoinDesk, “é uma validação do nosso modelo de negócios [e] nosso modelo de conformidade”.

Ele explicou:

“Tem sido um processo longo e complicado. A aplicação inicial foi [em 2015, e] desde então o que vimos é uma grande dose de diligência na parte do NYDFS, realmente nos incentivando a explicar e, em alguns casos, melhorar nossas políticas e procedimentos.”

Elas variavam de um plano de continuidade de desastre comercial a medidas de segurança cibernética de última geração, indicou Spencer. Durante o período de avaliação, a Coinsource passou de uma empresa não auditada, com três funcionários e um punhado de BTMs, a ser totalmente auditada e cresceu para mais de 20 funcionários e mais de 200 máquinas.

“Tivemos um crescimento de 500% em três anos consecutivos em termos de máquinas, e tivemos um crescimento comparável em receita até o outono de 2018, quando desacelerou substancialmente”, disse ele.

Em comparação com as exchanges tradicionais, os BTMs da empresa são convenientes e oferecem transações peer-to-peer diretas, disse Spencer, acrescentando:

“Fazemos a abertura e conformidade da nossa conta em tempo real.”

A velocidade das máquinas vem de um sistema proprietário que a Coinsource desenvolveu para realizar verificações de conhecimento de seus clientes. Quando um cliente tiver que enviar detalhes bancários para exchanges de criptomoedas, a Coinsource só precisa de uma carteira de motorista, um selfie e um número de celular.

A Coinsource também facilita o acesso de indivíduos sem banco às criptomoedas, disse Spencer, uma vez que não precisam ter uma conta bancária para comprar Bitcoins e podem pagar em dinheiro.

Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!