Início Notícias Mineração de criptomoedas mal-intencionada aumenta quase US$1 milhão em um ano, diz...

Mineração de criptomoedas mal-intencionada aumenta quase US$1 milhão em um ano, diz empresa de segurança cibernética

496
0
Mineração de criptomoedas mal-intencionada aumenta quase US$1 milhão em um ano, diz empresa de segurança cibernética

De acordo com o artigo publicado pela agência de notícias Coindesk, atores mal-intencionados estão migrando do ransomware para o crypto-jacking, informou uma importante empresa de segurança cibernética na última quinta-feira, 28 de junho.

A Kaspersky Lab, empresa russa de segurança cibernética, disse em um novo relatório que os ataques de ransomware – onde um arquivo malicioso bloqueia um computador até que um resgate seja pago – caíram quase pela metade enquanto os criminosos mudam para implantar um malware de mineração de criptomoedas. Isso ocorre principalmente porque a mineração de criptomoedas é agora mais lucrativa do que o ransomware, de acordo com o relatório.

Em um comunicado à imprensa, a Kaspersky explicou que comparou dados de abril de 2016 a março de 2017 com dados de abril de 2017 a março de 2018. Ela descobriu que o ransomware que criptografa os computadores dos usuários declinou quase 44,6% de 2017 a 2018. Nesse mesmo período, o malware de mineração de criptomoedas cresceu 44,5%.

Além disso, o número de casos de mineração ilícita saltou de 1,87 milhão em 2016 para cerca de 2,7 milhões no final de 2017, informou a empresa.

A Kaspersky disse que espera que esses números continuem crescendo, particularmente com o avanço dos mineradores mobile.

O relatório afirma:

“É altamente provável que o crescimento adicional da mineração ocorra às custas das mineradoras mobile. Por enquanto, elas estão crescendo, mas em um ritmo muito estável. No entanto, quando os criminosos encontram uma solução tecnológica que torna os lucros da mineração em dispositivos mobile equivalentes àqueles da mineração em PCs, a mineração mobile se tornará rapidamente igual.”

O relatório expressa uma preocupação especial para os residentes da China e da Índia, que possuem cerca de um terço de todos os smartphones em todo o mundo.

“Embora o ransomware forneça uma receita potencialmente grande, mas única, para os cibercriminosos, as mineradoras fornecerão uma receita menor, porém mais duradoura.”

COMPARTILHAR
Publicitária, planejadora estratégica e entusiasta do universo cripto. Confia nas mudanças que a tecnologia irá trazer para a sociedade.
Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!