mineração de bitcoin

Nós mineradores de bitcoin espalhados pelo mundo já conseguimos coletivamente faturar mais de 2 bilhões de Dólares.

Minerar criptomoedas em geral já faz parte de uma indústria multi-bilionária, segundo a Cambridge Centre of Alternative Finance em seu relatório. Com esta marca alcançada de forma coletiva e descentralizada, somando-se as minerações desde 2008.

Em seu relatório diversas informações interessantes aparecem além do dinheiro suado dos mineradores.

Estima-se que existam entre 2,9 e 5,8 milhões de mineradores espalhados pelo globo, com isso temos uma média interessante de quanto cada um dos mineradores deve ter em seus bolsos. Dividindo 2 bilhões por 4,35 milhões, um valor médio da estimativa de mineradores, temos que cada minerador deve ter aproximadamente U$460 ou uns R$1500.

Existem mais de 2 mil pessoas trabalhando integralmente e somente na indústria das criptomoedas. Essas pessoas vivem de criptomoedas, são mineradores profissionais, corretores de valores, agentes de câmbio entre alguns outros.

Mas o que mais chamou a atenção foi uma análise bem clínica e crítica da nossa situação quando a inovação das tecnologias que o Bitcoin trouxe ao mundo. Principalmente por ser seguro, confiável e descentralizado, a tecnologia de Blockchain esta em alta e é considerada a grande sacada do Bitcoin. Pois segundo eles em seu relatório as altcoins (Ethereum, Litecoin, Dash…) são derivadas do Bitcoin, e trazem pouco desenvolvimento inovador ao mercado de criptomoedas.

Entretanto podemos ver que o mercado, tanto de mineradores quanto de usuários aderiu às mais diversas moedas em seu dia-a-dia, mostrando que a parcela de mercado do bitcoin diminuiu em frente as demais moedas. Enquanto o bitcoin dominava com mais de 86% do mercado em 2015 hoje ele tem expressivos e sólidos 72% do mercado de criptomoedas.

mineração de bitcoin

E este estudo mostra também o que já sabemos na prática do quanto cada região representa na produção, e comercialização das criptomoedas. Mostrando que a Ásia é a maior participante no mercado com mais de 36%, seguida pela Europa com 29% de participação e América do Norte com 27%. E aqui estamos nós brasileiros que somados a toda a Amárica Latina totalizamos 6% da participação global no uso de criptomoedas.

mineração de bitcoin

Vemos que ainda temos mercado para aproveitar, e com o incentivo de que o mercado de mineração já trouxe aos bolsos dos mineradores mais de U$ 2Bi, vamos minerar! E puxar um pouco mais dessas divisas para nós. Fiquem atentos pois o ASICBoost está chegando e tornará nossas mineradoras ainda mais eficientes e lucrativas. Assim que surgirem mais novidades sobre o assunto, trago para vocês.

loading...
  • Marcus P

    Já imaginou quanto dinheiro físico foi investido nessas moedas criptográficas? Imagina se os mineradores decidissem simplesmente parar de minerar. Será que teríamos um caos econômico mundial? Será o homem escravo do que criou?

    • Marcell Chaveiro Silva

      A quantidade de minerador está ligado ao valor da moeda, o sistema não necessita de muitos mineiros… uma redução dos numeros de mineiros causa apenas uma lentidão de momento no bitcoin, assim como um aumento no numero de mineiro gera mais agilidade, para depois uma lentidão do sistema..

      os bitcoiners já se acostumaram com a volitividade de valor e volatividade do tempo da rede.

      • Marcus P

        Eu pensei em uma extinção de mineradores. Suponha que ninguém mais queira ou consiga minerar, o que seria do Bitcoin? Imagino que não seja algo que se sustente sozinho, precisa de máquinas e pessoas sustentando-a. Não é?

        • Vinícius Morgado

          Nada se sustenta sozinho, nem a moeda estatal, o bitcoin enquanto possuir adeptos terá uma fonte de renda para os mineradores, se não possui usuários então não existe função para os mineradores em si.

        • Marcell Chaveiro Silva

          Sempre vai ter mineiro, porque mesmo que seja minima, sempre vai ter recompensa, se não tiver, o sistema não precisa de mais mineiro, ele precisa que a estimativa de premio saia a 10 minutos, se os sistema fica “lento” (ele naõ fica lento, as estatistificas que aumenta o tempo) , a dificuldade é diminuida para que sempre o problema seja resolvido em 10 minutos..

          O trabalho da mineração na verdade é uma prova de trabalho…. é como se fosse um funcionário que bate o ponto ao chegar e sair do trabalho, na pratica isso não gera valor nenhum, o que gera valor para o patrão, é a prova de que ele está no trabalho, a mineração é exatamente essa prova de trabalho, nesse caso, prova quem faz mais trabalho, quem tem mais processamento, simples..

          No caso processamento é o ponto que dá direito ao “sálario” no final do mês, se o funcionário não inviar o dedo no ponto para provar que foi no trabalho, ele não vai ter a recompensa, é exatamente isso que acontece com a mineração, é somente uma prova de trabalho, só que em vez de um salário fixo, todo dia sai sálario, só que em forma de sorteio para os “mineiros” que bateram o ponto.

        • Marcell Chaveiro Silva

          Sempre vai ter mineiro suficiente, porque nem no intervalo de um mês, nada vai fazer pelo menos 90% deles desligarem as maquinas, mesmo que a dificuldade esteja muito alta, e inviável, se eles perceberem que os mineiros desistiram, eles irão manter a maquina deles ligadas em proteção do proprio patrimonio, ou seja, questão de tempo até sair o proximo bloco e ajuste de difiuldade.

          • Marcus P

            Alguém tem notado uma lentidão nas transações? E o custo da transação ficando mais caro que um TED bancário? Será que os mineiros estão ficando caro demais para o sistema Bitcoin sustentar?

          • Marcell Chaveiro Silva

            a Fee não tem nada a ver com a quantidade de mineiro, a lentidão do sistema é justamente porque o bitcoin é limitado e tem mais usuários do que o suportado.

            Vou me limitar aqui a entrar em detalhes técnicos, e vou dizer que melhorias na rede está em desenvolvimento para que seja barato e rápido usar bitcoin, enquanto isso não tente tranferir pequenos valores, ou pagar o café com bitcoin porque não será vantajoso.

          • Marcell Chaveiro Silva

            ao contrário do que dizem, bitcoin não é barato, a uns 4 anós atrás era extremamente barato, hoje não é mais..

            Existe um numero limitado de transações que a rede suporta, quando tem mais usuários transmitido transações demais, entra no bloco quem priorizar pagando pela mesma, as mais importante são pagas com uma taxa maior, se não tem importância, não tem taxa. .. Oferta e demanda, são os usuários que definem o preço, tá caro? não use, se todo mundo pensar assim o preço da fee cai.

          • Marcus P

            Uma solução barata e sem taxas é o que o mundo precisa. Mineradores especulam, Exchanges especulam e o engraçado é que todo mundo critica os bancos e governos.

          • Marcell Chaveiro Silva

            Cara, vc não entendeu nada.. até vc Brutus falando mal do bitcon?! kk vc está com uma visão limitada do mundo e do proprio bitcon.. especulação é inerente ao bitcoin, não tem como existir bitcoin, descentralização, e não sofrer especulação…

            A especulação sozinha não é ruim, ruins pode ser a sua tecnica, ou suas intenções.

            o que foi que te deixou jururu? tomou tombo? cara, vamos conversar.. quer me chamar no zap, ou no mensenger do face?

          • Marcell Chaveiro Silva

            e o que eu disse sobre barato, não tem nada a ver com especulação, e sim sobre a limitação do próprio bitcoin que foi atingida.. é um processo de descoberta, talvez nem o criador pensou que atingiria seu limite em menos de 10 anos de vida.

          • Marcell Chaveiro Silva

            Se não ficou claro nos comentários anteriores.. o Preço/Cotação pouco importa.. tudo é precificado, e não existe outro processo democrático de precificar a não ser por especulação, claro que é desejável praticas que diminuem volatilidade. O que aumenta a variação no preço é o usuário final, mais especifico, aquele que acabou de descobrir bitcoin e entra somente para ganhar dinheiro, quando todo mundo já ganhou.. o cara entra desavisado com a certeza de que agora ele vai ganhar, e a coisa não funciona bem assim, mas é a tendencia do bitcoin, fazer todos os participantes a ganhar a longo prazo.

          • Marcell Chaveiro Silva

            (31) 99201-7016

          • Marcell Chaveiro Silva

            A pagina nem existe mais, e ainda estamos aqui, rs

    • Marcell Chaveiro Silva

      Repetindo, enquanto tiver valor de mercado e demanda irá ter mineiros, quando acabar a recompensa dos mineiros voltaremos a discutir isso daqui a 13 décadas.

      • Marcus P

        Tudo bem. Talvez o que seja fato necessário se torne obsoleto e a vontade de uma geração não seja a mesma de outra. Décadas sem nenhuma proposta melhor, mais criativa ou mais lucrativa que as criptomoedas, pra mim é muito arriscado para se acreditar.

        • Marcus P. você coloca uma discussão bem interessante em pauta, usando uma analogia o que seria do sistema bancário global se todos os caixas do banco, falo das pessoas que atendem nos guichês, as pessoas que fazem as conferencias dos cheques, do pessoal que valida transações em si resolvesse parar de trabalhar? Os bancos quebrariam? O que passaria será?

          Na minha opinião o mercado vai achar uma nova opção, assim como a criptomoeda veio para a nossa geração, trouxe algumas vantagens outras desvantagens mas sempre tem o amanhã.

        • Marcell Chaveiro Silva

          a cada halving, se o preço não subir também, o custo com mineração diminui. Não foi feito para cada vez mais minerar, oque incentiva a mineração em uma escala global e absurda é uma recompensa alta, e essa recompensa é alta, justamente por se novidade, estamos numa hyper que talvez dure ainda mais 8 anos..

  • Pingback: A mineração de Bitcoin nunca esteve tão poderosa e concorrida()