Início Blockchain Microsoft busca computação confiável para impulsionar a segurança da blockchain

Microsoft busca computação confiável para impulsionar a segurança da blockchain

281
0
Microsoft busca computação confiável para impulsionar a segurança da blockchain

Segundo o artigo publicado pela agência de notícias Coindesk, dois pedidos de patentes recém-publicados da Microsoft sugerem que a gigante de software está olhando para o uso de ambientes de execução confiáveis, ou TEEs, dentro de suas ofertas de blockchain.

Mas o que exatamente é um TEE? De acordo com informações coletadas de dois registros publicados pelo Escritório de Marcas e Patentes dos EUA na última quinta-feira, 09 de agosto, um TEE é especificado para armazenar “um tipo pré-determinado de blockchain ou outro código de protocolo de segurança” em um “nó de validação”.

Com este tipo de dados, um “atestado TEE” é capaz de verificar os participantes do sistema que possuem informações correspondentes mantidas dentro do nó. Na blockchain, um nó é simplesmente um ponto de conexão capaz de receber, armazenar e enviar dados dentro da rede.

E como tudo isso pode ser útil é explicado de duas maneiras.

Primeiro, um TEE pode ajudar no estabelecimento de uma “rede blockchain de consórcio”. Ao configurar o primeiro nó da blockchain para armazenar “uma lista de membros pré-determinada” entre outras informações, um atestado TEE poderia ser usado para integrar de forma segura membros da “rede de consórcio”.

Segundo, um TEE também pode auxiliar na verificação de transações da blockchain em uma rede similar na qual várias entidades pré-autorizadas devem interagir. Por exemplo, usando esse processo de atestação por meio de TEEs programados mais uma vez, certas transações criptografadas na rede poderiam ser processadas e confirmadas “diretamente” para o estado oficial da blockchain sem necessidade de descriptografia.

A patente diz:

“Em alguns exemplos, toda a rede aceita as transações, incluindo transações chaincode, e as informações da blockchain são atualizadas diretamente. Em alguns exemplos, não há necessidade de uma cópia da transação para confirmar um bloco.”

Além desses dois casos de uso, ambas aplicações também mencionam o processo de atestação TEE no contexto de uma “estrutura Blockchain Confidential Consortium (COCO)” que potencialmente permitiria sistemas mais complexos de verificação exigindo o consenso de uma multiplicidade de nós de validação.

Embora esses registros tenham sido enviados pelo braço de licenciamento da empresa em junho do ano passado, a Microsoft começou a oferecer aplicativos blockchain por meio de sua plataforma Azure. Este mês, foi anunciado que a Microsoft atualizou recursos adicionais para o produto específico para clientes trabalhando com blockchains públicas, como o Ethereum.

COMPARTILHAR
Publicitária, planejadora estratégica e entusiasta do universo cripto. Confia nas mudanças que a tecnologia irá trazer para a sociedade.