Início Blockchain MediChain utiliza Blockchain para transformar a indústria da saúde

MediChain utiliza Blockchain para transformar a indústria da saúde

818
0

O poder transformador da tecnologia Blockchain está chegando ao setor da saúde. Atualmente, os dados dos pacientes em registros de saúde eletrônicos (EHR, na sigla em inglês) e registros médicos eletrônicos (EMR, na sigla em inglês) são, muitas vezes, incompatíveis e incompletos. Os pacientes estão cada vez mais preocupados com a proteção de seus dados, após o registro de casos de vazamentos de dados e crimes cibernéticos que afligem o setor. Porém tudo isso está prestes a mudar.

De acordo com uma pesquisa realizada com 88 usuários de planos de saúde e 276 provedores de tecnologia, especialistas, gerentes e especialistas em RI, conduzida pela Black Book Market Research no terceiro trimestre de 2017, 19% dos executivos do hospital (entrevistados na pesquisa) revelaram que estavam considerando a implementação de soluções de Blockchain na tentativa de resolver esses problemas. Enquanto eles estão ocupados contemplando os próximos passos, a MediChain, plataforma de dados médicos, já está implementando um plano integrado para implementar a tecnologia Blockchain.

A empresa possui um bom posicionamento e é conduzida por uma equipe de profissionais com a experiência médica e de administração de base de dados, contando com o Dr. Mark Baker como presidente e CEO. Como outras empresas do mercado, a MediChain armazena dados médicos permitindo aos pacientes a supervisão e a adicionação de informações aos seus cadastros pessoais, além de selecionar os prestadores de serviço e decidir quais dados dos seus cadastros eles querem compartilhar, tanto a nível local como internacional. No entanto, como o Dr. Baker observa, é nesse momento que a MeciChain se diferencia:

“A plataforma MediChain foi projetada por pessoas com experiência em big data, bem como no desenvolvimento de medicamentos e pesquisas médicas em vários setores-chave.”

A empresa está focada em oito áreas as quais acredita que pode ajudar a melhorar os cuidados relacionados à saúde: modelagem preditiva para o risco e uso de recursos, gestão da população, vigilância de segurança de dispositivos médicos, heterogeneidade de doenças e tratamento, medicina de precisão e apoio à decisão clínica, qualidade dos cuidados e medição do desempenho, saúde pública e aplicações de pesquisa. Dr. Baker é particularmente otimista sobre o impacto positivo da análise preditiva no setor de saúde:

“A análise preditiva baseada na tecnologia big data aprende da experiência (dados) e consegue assim prever o comportamento futuro dos indivíduos e impulsionar decisões melhores com base em uma abrangente imagem de associações entre uma proporção significativa da população ou uma vasta área geográfica.”

Um obstáculo que a MediChain encontrou ao aplicar a tecnologia Blockchain às aplicações de dados médicos é a velocidade da transação. Dr. Baker observa que, ao contrário do sistema de cartão Visa, que é capaz de processar 24 mil transações por segundo, a rede Ethereum só pode processar 20 transações por segundo. Para abordar esta questão, Dr. Baker está projetando um sistema pendente de patente que permitirá o processamento paralelo da Blockchain médica, gerando, potencialmente,  um aumento na velocidade de transação de dados médicos em 14.400 vezes.

Essas velocidades facilitarão a troca entre pesquisas e otimização dos benefícios do big data, provocando, potencialmente, avanços para cura de doenças como artrite e fibrose cística. A empresa planeja anunciar programas de big data colaborativos com uma série de grandes instituições de pesquisa e saúde a partir do segundo trimestre de 2018. E isso não é tudo. Dr. Baker revelou outra área de cooperação:

“Estamos construindo laços estreitos com outras empresas, por exemplo, envolvidas na inteligência artificial de aprendizado profundo, desenvolvendo sistemas totalmente autônomos para a interpretação de imagens médicas.”

Atualmente, a empresa está realizando a pré-venda de seus tokens MediChain (MCUs), a qual está sendo ajudada pela ICOBox, o principal fornecedor mundial de soluções SaaS. E o co-fundador da ICOBox, Mike Raitsyn, observa que eles estão felizes em se associar à uma causa tão digna:

“A revolução digital do setor de saúde está atrasada. Como conselheiro da MediChain, estou maravilhado com a inovação no coração da empresa e, naturalmente, a maneira como o Dr. Baker e sua equipe estão implementando um novo sistema inovador para revolucionar a Blockchain médica.”