Início Mercado Manipulação de preço das criptomoedas é “inevitável”, afirma presidente da NEM

Manipulação de preço das criptomoedas é “inevitável”, afirma presidente da NEM

751
0

O presidente da NEM, Lon Wong, soltou uma declaração no mínimo preocupante. Em uma entrevista à CNBC, Wong afirmou que, ao menos no cenário atual, uma manipulação no preço das criptomoedas é algo “inevitável“.

“A manipulação de preços não é algo novo. Isso também é visto nos mercados tradicionais. Estamos em uma fase muito inicial da industria de criptomoedas e essas coisas são inevitáveis”, disse Lon Wong, presidente da NEM, à CNBC.

No entanto, Wong também ressaltou que pode haver uma mudança nesse quadro e os episódios de manipulação podem se tornar mais raros. Isso vai depender do amadurecimento do mercado de criptomoedas.

“Com base nesse fato [o amadurecimento do mercado], [a manipulação] será uma coisa do passado, talvez talvez quando for mais maduro. Mas, no que diz respeito à manipulação e no que nos diz respeito (NEM), estamos mais interessados no promoção de nossa tecnologia do que os preços”, afirmou Wong.

Receios e indícios

Os receios de Wong não são novos dentro do mercado de criptomoedas, mas se tornaram maiores à medida que os acontecimentos do ano passado tornaram os ativos digitais mais conhecidos pelo mercado – especialmente pela entrada dos contratos futuros nas bolsa de Chicago (CBOE e na CME).

O próprio Wong se referiu, em vários momentos, a uma reportagem do jornal New York Times publicada no fim de janeiro. A reportagem afirmava que vários usuários estariam preocupados que a exchange Bitfinex, uma das maiores do mercado, poderia estar realizando manipulação nos preços do Bitcoin – especialmente através do chamado Tether Dollar. A reportagem cita que vários investidores alegaram problemas de falta de transparência e uma estrutura confusa por parte da exchange como sinais de preocupação.

O fato da Bitfinex ter demitido a Friedman, auditoria responsável por verificar os registros da Tether e atestar a solvência do token, contribuiu para o aumento dos temores.

“É um sinal para o mercado do que aqueles que examinaram a situação já imaginavam: há um problema aqui”, disse na ocasião Jill Carlson, um ex-trader do Goldman Sachs, que agora presta consultoria a uma variedade de empresas de criptomoedas. “A dissolução de uma relação entre um auditor e uma empresa muito raramente é um sinal de que a empresa está se comportando de acordo com as melhores práticas do mercado”.

Reforços por regulamentação

Nem mesmo a NEM se livrou dos efeitos da queda dos preços. O token XEM foi recentemente envolvido no caso de roubo da Coincheck, no qual foram roubados o equivalente a 530 milhões de dólares que estavam na exchange japonesa. Wong aproveitou a entrevista para reforçar os pedidos por uma regulamentação das empresas que trabalham com criptomoedas.

“Atualmente, os reguladores estão em uma fase de aprendizado e muitos deles, eu diria, têm conhecimento e experiência insuficientes para realmente ver como regular as criptomoedas, principalmente nas exchanges”, afirmou. “No final, devemos ver os dois lados da equação (tanto as exchanges quanto os reguladores) juntando-se em todo o mundo e chegando a uma conclusão sobre como chegar ao próximo passo”, finalizou.