Início Notícias Mais três fraudes envolvendo criptomoedas são reveladas

Mais três fraudes envolvendo criptomoedas são reveladas

1180
0

Mais três esquemas que utilizam criptomoedas para promover fraudes foram desvendados essa semana pela polícia. Dois deles nos Estados Unidos e um na Índia, todos prometiam lucros extraordinários e retornos acima de 10%. Enquanto os esquemas norte-americanos envolviam o Bitcoin, o esquema indiano operava com mineração de Ethereum e prometia retornos em BTC.

Conforme publicado pela CCN, agência de notícias internacional, o Conselho de Valores Mobiliários do Estado do Texas emitiu pedidos de emergência contra duas entidades separadas que, de acordo com os reguladores, estavam enganando investidores, incluindo uma operação de mineração de Bitcoin e um fundo de investimento em moeda estrangeira também com Bitcoin. Ambas startups – Bitcoin Trading & Cloud Mining Ltd. (BTCRUSH) e Forex EA & Bitcoin Investment LLC – prometiam retornos extraordinários.

A BTCRUSH é uma startup de mineração de Bitcoin e Altcoin e criou um vídeo mostrando suas instalações de mineração. No entanto, de acordo com a agência de valores mobiliários do Texas, o vídeo era, na verdade, uma filmagem da internet que não tinha qualquer relação com a empresa, isso levou os reguladores a perceberem que a empresa não estava em conformidade e a emitirem a ordem de emergência. De acordo com a ordem de cessação, a BTCRUSH, que só entrou em operação em março, diz que está distribuindo “4,1% de juros diários em um contrato vitalício e oferece uma garantia de 100% de satisfação”.

Já a Forex EA & Bitcoin Investment, sediada em Nova York, alega ter um fundo de US$500 mil que está “escalando”. A startup está supostamente garantindo que um investimento de US$5 mil gerará retornos de US$50 mil em cerca de três semanas e quaisquer perdas serão compensadas. Mas eles não divulgam sua estratégia de investimento para entregar esses retornos desproporcionais.

Na Índia, a polícia invadiu uma instalação de mineração de Ethereum com seus operadores supostamente executando esquemas de marketing multinível, que arrecadaram quase INR 100 crores (US$15 milhões) de investidores. Dois indivíduos por trás da operação de mineração teriam enganado várias vítimas, solicitando-lhes que investissem em gainbitcoin.com e bits2btc.com, dois esquemas de investimento que prometiam retornos em Bitcoin. Ambos sites agora estão extintos.

A polícia da capital indiana invadiu a instalação de mineração de 4.000 pés quadrados em Dehradun, uma cidade ao norte de Delhi, apreendendo 100 equipamentos de mineração para Ethereum, além de 500 placas gráficas e servidores.

COMPARTILHAR
Toda honra e Glória pertencem a Deus sempre. Publicitário e Produtor Cultural. Entusiasta de tudo aquilo que o Estado não consegue controlar. Abaixo aos muros, que se construa janelas para o amanhã