Início Notícias John McAfee oferece US$100 mil para quem hackear sua carteira de Bitcoin

John McAfee oferece US$100 mil para quem hackear sua carteira de Bitcoin

695
1
John McAfee oferece US$100 mil para quem hackear sua carteira de Bitcoin

John McAfee atacou novamente. O gênio da cibersegurança é também um dos personagens mais excêntricos do universo das criptomoedas. Entre as polêmicas que envolvem o empresário, McAfee já prometeu até comer seu próprio pênis se o preço do Bitcoin não chegar a US$1 milhão até 2020, e tem muita gente que não duvida que ele possa cumprir sua promessa.

Recentemente, McAfee fez uma aposta menos “dolorosa” e anunciou, por meio de sua conta oficial no Twitter, que vai pagar US$100 mil para qualquer pessoa que conseguir hackear sua carteira de criptomoedas na Bitfi, um serviço online de armazenamento similar a tantos outros disponíveis no mercado.

Segundo ele, o serviço da Bitfi é impossível de ser hackeado, uma afirmação um tanto quanto curiosa vindo de um especialista em cibersegurança.

“Para todos os ‘anti’ que afirmam que ‘tudo é hackeável’ e que não acreditam que a minha carteira Bitfi seja verdadeiramente o primeiro dispositivo impossível de ser hackeado no mundo, uma recompensa de US$100 mil será atribuída à qualquer pessoa que consiga fazer isso”, escreveu McAfee no Twitter.

No entanto, a carteira não contém os US$100 mil anunciados como recompensa, conforme informa a Bitfi, e sim apenas US$50 estão disponíveis no endereço associado à wallet do serviço. O restante do valor será pago quando os hackers provarem que estão com a posse dos fundos. A Bitfi afirma também que a proposta não é fortalecer a segurança da carteira por meio da identificação de brechas de acesso, mas mostrar que o serviço é absolutamente à prova de hackers.

“Acreditamos em oferecer uma recompensa em um esforço para resolver quaisquer possíveis preocupações sobre a segurança da carteira Bitfi. Este programa de recompensas não tem a intenção de ajudar a Bitfi a identificar vulnerabilidades de segurança, afinal já afirmamos que nossa segurança é absoluta e que a carteira não pode ser hackeada ou invadida por ataques externos. Pelo contrário, este programa destina-se a demonstrar a qualquer um que afirme ou acredite que tudo é hackeável ou que possa invadir a carteira do Bitfi, que tais tentativas são fúteis e que as declarações anunciadas sobre a carteira do Bitfi são precisas”, afirmou a empresa.

Uma ação de marketing ousada que pode, caso algum hacker consiga tomar posse dos fundos, dizimar a credibilidade da empresa e tornar a startup motivo de piadas na rede. No entanto, até lá, possivelmente muito dinheiro será arrecadado uma vez que o serviço da Bitfi, que além de uma carteira web também oferece hard wallets e paper wallets, não é gratuito e para usar o serviço de armazenamento da empresa é necessário pagar cerca de US$120.

COMPARTILHAR
Toda honra e Glória pertencem a Deus sempre. Publicitário e Produtor Cultural. Entusiasta de tudo aquilo que o Estado não consegue controlar. Abaixo aos muros, que se construa janelas para o amanhã
Compre e Venda Bitcoin, Ethereum, Litecoin e Decred de maneira simples, rápida e segura !!CLIQUE AQUI