Início Blockchain Ilha na Europa pretende tornar-se: “A Ilha da Blockchain”

Ilha na Europa pretende tornar-se: “A Ilha da Blockchain”

394
0

Uma nova corrida tecnológica entre países de todo o mundo foi iniciada, trata-se da corrida pela tecnologia blockchain. A ilha de Malta, conforme relatado a CCN, agência de notícias norte-americana, é o mais novo país participante desta disputa, que já conta com a RússiaDubai, Suíça, China, Porto Rico e, mais recentemente depois das reuniões do G20, a França e toda União Europeia.

A favor da pequena ilha de pouco mais de 450 mil habitantes (só para se ter uma ideia, a cidade de São Paulo tem mais de 12 milhões), estão as autoridades que estão, literalmente, à caça de projetos relacionados à tecnologia, por meio da ‘Estratégia Blockchain“, lançada em abril de 2017 pela nação. Malta pretende apostar na sua posição geográfica estratégica, nas condições meteorológicas, na forte base de competências e no espírito empreendedor, tudo para servir como uma espécie de “banco de testes” para empresas de blockchain.

Além da Binance, corretora de criptomoedas que anunciou recentemente seus planos de mudar para a ilha, o Ministério da Educação e Emprego (MEDE) assinou um Memorando de Entendimento com o Learning Machine Group (LMG) , uma empresa de tecnologia focada no fornecimento de infraestrutura social digital em uma escala estatal soberana.Joseph Cuschieri, presidente executivo da Malta Gaming Authority, anunciou planos para criar uma bolsa de apostas nacional que irá trabalhar com criptomoedas. A Bolsa de Valores de Malta também criou um Comitê Blockchain que pretende auxiliar na formulação de uma estratégia voltada para o tratamento dessa tecnologia emergente.

Quando o anúncio da Binance veio a público, Silvio Schembri, Secretário Parlamentar de Serviços Financeiros, Economia Digital e Inovação de Malta, declarou que o país continua confiante no trabalho que está sendo feito no setor de criptomoedas e enfatizou que a presença da exchange na região significa um novo passo na consolidação da estratégia da ilha.

“Este é um claro voto de confiança em nosso país e o trabalho que está sendo feito neste setor, principalmente pela mais recente política lançada para oferecer uma estrutura reguladora das operações de DLT. É óbvio que Malta tornou-se um ponto de referência natural na esféra internacional e empresas como a Binance continuarão a olhar para Malta para expandir ainda mais suas operações ou estabelecer uma base. A presença da Binance em Malta sustenta nossa visão, a de tornar Malta ‘a ilha da blockchain’.”

Desde o ano passado, Malta tem procurado criar ambientes favoráveis ??para todos os tipos de inovação e tecnologia de vanguarda. O mesmo acontece com a blockchain, sendo a nova estratégia da nação:

“Devemos procurar ter o melhor ambiente do mundo para o desenvolvimento e comercialização de modelos fintech e inovação disruptiva. O governo deve garantir que Malta tenha a estrutura regulatória apropriada, o sistema tributário correto e a melhor infraestrutura para apoiar este processo”, salientou Joseph Muscat, primeiro-ministro de Malta.

Inevitavelmente, startups e conglomerados de bilhões de dólares se mudarão para regiões equipadas com legislatura pró-blockchain e lideradas por reguladores com visão de futuro. O caloroso acolhimento de Malta por empresas de criptomoedas e exchanges provavelmente influenciará outras regiões a continuar fornecendo regulamentações sólidas às empresas, visando que seus mercados possam crescer exponencialmente, sem conflitos regulatórios.

COMPARTILHAR
Toda honra e Glória pertencem a Deus sempre. Publicitário e Produtor Cultural. Entusiasta de tudo aquilo que o Estado não consegue controlar. Abaixo aos muros, que se construa janelas para o amanhã
Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!