Início Notícias Globo, Claro e Huawei fazem streaming de vídeo 8K usando 5G que...

Globo, Claro e Huawei fazem streaming de vídeo 8K usando 5G que impulsionará IoT e blockchain

212
0
Globo, Claro e Huawei fazem streaming de vídeo 8K usando 5G que impulsionará IoT e blockchain

Para demonstrar o potencial da blockchain e como os usuários podem se beneficiar desta nova tecnologia, a operadora de telecomunicações Claro/NET juntou-se à Huawei, líder global em soluções de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), e à Rede Globo para fazer uma demostração de uma transmissão de vídeo Ultra-HD 8K em uma rede experimental 5G, durante a Futurecom 2018 (que aconteceu em São Paulo nos dias 15 a 18 de outubro).

“Vivemos a era da omnimedia, um dos reflexos das mudanças promovidas pela transformação digital nos últimos anos. Dessa forma, garantir transmissão rápida e precisa de novos conteúdos em um momento de tantos desafios e oportunidades no mercado tornou-se essencial para o sucesso dos negócios de mídia. Essa colaboração com o grupo Claro demonstra que podemos ajudar mais do que nunca os clientes a melhorarem sua eficiência de rede e experiência para usuários, que precisam acompanhar, continuamente, a transformação e inovação desse setor”, diz Jorge Wada, vice-presidente da Unidade de Negócios de Operadoras da Huawei do Brasil.

Além de maior capacidade de transmissão, a tecnologia 5G oferece latência muito menor, ou seja, o tempo de resposta da rede diminui a um décimo do tempo atingido em uma rede LTE, o que significa que haverá não somente mais banda, o tempo de resposta será muito menor – melhorando significativamente a experiência do usuário e permitindo aplicações críticas, como telecirurgias, veículos autônomos, internet da coisas, blockchain, realidade virtual e aumentada e muitas outras. E, por outro lado, a operadora ganha em escala, uma vez que nessa rede é possível conectar um número muito maior de dispositivos e usuários.

“Estamos investindo significativamente na modernização e expansão da nossa rede, com a implantação do 4.5G. Recentemente, a Anatel oficializou que vai utilizar o CRT (Centro de Referência Tecnológica) da Claro, localizado na ilha do Fundão, no Rio, para testes e homologações usando o 5G na faixa de 3,5 GHz. Isso mostra que estamos dando passos concretos rumo à próxima geração das redes móveis. E não poderia ser diferente, já que a Claro sempre esteve na vanguarda dessas evoluções no Brasil”, declara José Felix, presidente do grupo Claro Brasil.

Ao Criptomoedas Fácil, a ANATEL disse que o 5G significa um aumento na eficiência das telecomunicações como um todo e as redes estão sendo projetadas para possuírem baixa latência e capacidade para suportar grande número de conexões simultâneas, com baixo consumo de energia. Por essa razão, tem condições mais propícias para a expansão do uso de dispositivos IoT, que devem ser integrados com aplicações em blockchain para diferentes processos, desde negociações máquina-a-máquina à remuneração aos usuários por fornecimento de dados e poder computacional.

COMPARTILHAR
Toda honra e Glória pertencem a Deus sempre. Publicitário e Produtor Cultural. Entusiasta de tudo aquilo que o Estado não consegue controlar. Abaixo aos muros, que se construa janelas para o amanhã
Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!