Início Notícias Fundos de investimento em Bitcoin multiplicam-se pelo mundo

Fundos de investimento em Bitcoin multiplicam-se pelo mundo

1086
0

A quantidade de fundos que investem em criptomoedas atingiram um novo recorde totalizando 226 instituições, de acordo com uma pesquisa realizada pela Autonomous Next, empresa de análise de fintechs dos segmentos financeiro e de investimento. Os fundos rastreados pela Eurekahedge, empresa que concentra dados dos fundos, apresentaram um retorno de 1.477% em média em 2017.

De acordo com a Autonomous Next, o número de fundos focados em transações envolvendo criptomoedas aumentou mais que o dobro nos últimos quatro meses:

“Até 15 de fevereiro, a quantidade de fundos de criptomoedas mais que dobrou. A pesquisa mostra que o novo recorde de fundos é de 226 instituições, sendo que em 18 de outubro do ano passado era de 110.”

Em 29 de agosto, o número de fundos de criptomoedas foi de apenas 55, e no início de 2017 existiam somente 37. Além disso, a empresa revelou que, atualmente, os ativos sob gestão desses fundos giram entre US$3,5 e US$5 bilhões.

De acordo com a Eurekahedge, os fundos focados em criptomoedas perderam cerca de 4,6% em janeiro deste ano. “Alguns investem apenas em Bitcoin, com investimentos de longo e curto prazos, outros investem em uma gama de criptomoedas, e outros exploram a arbitragem entre a variação de preço nas corretoras de moedas digitais”, reportou a Reuters, agência de notícias britânica.

A Eurekahedge está rastreando nove fundos multimercado com ativos combinados em US$1 bilhão. Eles “fizeram uma média de 1.477% em 2017”, informou a agência.

Cedric Jeanson, fundador da Bitspread, empresa de finanças baseada em blockchain, comentou que “alguns fundos de investimento cobram taxas elevadas, uma média de 1,6% para administração e 17,5% para o desempenho dos fundos rastreados pela Eurekahedge”.

Em dezembro do ano passado, a Pantera Capital, fundo de investimento em Bitcoin, retornou 25% para os investidores desde o seu lançamento em 2013. O ganho foi devido ao aumento do preço do Bitcoin, que atingiu a máxima de US$19.666 em 17 de dezembro, de acordo com dados da Bitstamp.

COMPARTILHAR
Publicitária, planejadora estratégica e entusiasta do universo cripto. Confia nas mudanças que a tecnologia irá trazer para a sociedade.