Início Altcoin Fraude em carteira do Bitcoin Gold provoca US$ 3 milhões de prejuízo

Fraude em carteira do Bitcoin Gold provoca US$ 3 milhões de prejuízo

1235
2
wallet

De acordo com a CoinDesk, ferramenta de dados e notícias norte-americana, mais de US$ 3,3 milhões foram roubados em um esquema que atingiu os usuários de Bitcoin que tentavam resgatar suas moedas digitais originadas no último hard fork da rede, o Bitcoin Gold (BTG).

Operado por um site chamado mybtgwallet.com, o esquema levava os usuários à enviar suas chaves privadas para geração de carteiras de Bitcoin Gold. Pouco depois dos usuários terem feito isso, no entanto, as moedas contidas em suas carteiras foram enviadas para endereços desconhecidos.

Pelo menos US$ 30 mil em Ethereum, US$ 72 mil em Litecoin, US$ 107 mil em Bitcoin Gold e mais de US$ 3 milhões em Bitcoin foram roubados, de acordo a verificação feita pela CoinDesk.

Algumas vítimas culparam equipe oficial do Bitcoin Gold por ter indicado o site fraudulento como uma ferramenta eficiente para realizar a operação. “Eu cheguei até este site seguindo um link divulgado pelo site oficial do BTG, pensei que fosse confiável. Ontem pela tarde notei que meus Bitcoins e Bitcoins Gold que estavam armazenados naquela carteira tinham desaparecido“, disse Mikel Martin, uma das vítimas.

Antes dos furtos virem a tona, a equipe que está por trás do Bitcoin Gold promoveu o site mybtgwallet.com em seu Twitter, garantindo aos usuários que a ferramenta era segura. Além disso, eles também incorporaram a ferramenta em seu site por um curto período de tempo, embora a janela que abria só solicitasse o endereço da carteira com um aviso incluso que dizia que os usuários não deveriam compartilhar suas chaves privadas.

O site foi desenvolvido por um usuário chamado John Dass, porém não está claro se este é o nome real do desenvolvedor ou se trata-se apenas de um pseudônimo. Uma análise do código do site, feita por um usuário há quatro dias, descobriu que o domínio armazenava as chaves de recuperação que foram enviadas para o proprietário do site.

Representantes do Bitcoin Gold dizem que estão movimentando-se para descobrir a melhor solução para o problema. Em uma declaração publicada, os desenvolvedores do BTG disseram que estavam “trabalhando com especialistas em segurança para chegar a fundo no problema“, mas não esclareceram quem eram esses especialistas.

Edward Iskra, porta-voz do BTG, disse que, inicialmente, John Dass alegou inocência. “A investigação indicou, cada vez mais, que o desenvolvedor original John Dass foi responsável pela fraude o tempo todo. Ele também deixou de entrar em contato conosco“, disse ele.

Apesar de Dass ter estado no canal do Bitcoin Gold no Slack, ferramenta de bate-papo corporativa, com uma tag “desenvolvedor”, ele não fazia parte da equipe formal do projeto, disse Iskra. “Não havia nenhum relacionamento formal. Ele interagiu com nossos desenvolvedores no Slack no que se refere ao desenvolvimento do seu site“, disse ele à CoinDesk. “A conta do Bitcoin Gold no Twitter queria simplesmente apoiar um indivíduo da comunidade que estava apoiando o BTG, essa era a única intenção na época“, completou.

A equipe do Bitcoin Gold fará um novo anúncio sobre sua investigação nos próximos dias, confirmou Iskra.

Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!