Início Notícias Fidelity Investments quer expandir operação com criptoativos para além do Bitcoin e...

Fidelity Investments quer expandir operação com criptoativos para além do Bitcoin e do Ether

84
0
Fidelity Investments quer expandir operação com criptoativos para além do Bitcoin e do Ether

Uma das maiores gestoras de ativos do mundo planeja expandir sua base de ativos digitais. Segundo a agência de notícias CoinDesk, a Fidelity Investments anunciou planos para a adoção de mais ativos além do Bitcoin e do Ether (ETH).

A Fidelity Investments participou da conferência Block FS, que ocorreu durante a última semana em Nova York. Na última quinta-feira, 29 de novembro, um representante da CoinDesk perguntou ao chefe da divisão de criptoativos da Fidelity se existem planos para a adição de novas criptomoedas na plataforma da empresa.

Em resposta, Tom Jessop afirmou que a gestora pode expandir sua plataforma institucional de criptoativos para incluir as cinco ou sete maiores criptomoedas em valor de mercado.

No mês passado, a gestora anunciou que lançaria uma empresa separada, a Fidelity Digital Asset Services, da qual Tom Jessop é o atual chefe. Na ocasião, a Fidelity afirmou que ofereceria serviços de custódia e negociação de Bitcoin e Ether. Desde agosto do ano passado, a plataforma da Fidelity permite ao usuário acompanhar o saldo de seus investimentos em Bitcoin, com base na cotação da exchange norte-americana Coinbase.

“Acho que há demanda de negociação para os quatro ou cinco maiores criptoativos em valor de mercado. Então estaremos de olho neles”, disse Jessop.

Jessop explicou que a Fidelity está adotando uma abordagem voltada aos interesses dos clientes. Ele explicou que, por enquanto, os mais de 13 mil clientes institucionais estão mais interessados em Bitcoin e Ether, porque eles representam uma grande parte do valor de mercado atual.

“Eu acho que quando trata-se de tokens de valores mobiliários ou tokens que provavelmente serão considerados valores mobiliários, estamos esperando que esse espaço se desenvolva mais”, explicou ele, e ressaltou:

“Nós tivemos algum interesse, mas não achamos que é uma onda de interesse. Portanto, nosso foco está realmente no top 5 ou 7, antes de começarmos a desenvolver capacidades para ativos menores. Mas acho que vai acontecer.”