criptomoedas

Os recursos divulgados abaixo envolvem desde ferramentas quantitativas a até pesquisas de longo prazo e documentos acadêmicos que podem auxiliar os investidores de criptomoedas em seu dia a dia.

A lista não engloba tudo que há disponível no mercado, e sim, os mais relativos.

Indicadores

Bletchley: possui indicadores bem elaborados e a abordagem para a construção dos índices é consistente. Recentemente adicionou o token ERC-20, assim como a possibilidade de extração de dados.

Smith + Crown: também elaboram indicadores, junto a um time de acadêmicos da CRIX.

Bitwises’ Hold 10 Index: novo no mercado. Fiel ao nome, rastreia as 10 moedas com maiores valores de mercado.

Bitvalor: possui indicadores bem elaborados sobre o mercado brasileiro de Bitcoin com as principais corretoras do país.

Tradingview: uma das melhoras plataformas grátis que disponibiliza gráficos para análises das criptomoedas entre as principais corretoras do mundo.

Biscoint: a melhor ferramenta para comparação em tempo real dos melhores preços entre as corretoras de bitcoin do Brasil, considerando as taxas.

Dados e Rankings

CryptoCompare: para extração de histórico de dados. Também possui um excelente API.

CoinGecko: possui rankings quantitativos interessantes. A ferramenta considera também criptomoedas em desenvolvimento, além da força da comunidade e o interesse público, construindo um indicador mais abrangente. Diferente do indicador da CoinMarketCap que considera apenas o valor de mercado.

Coinmarketcap: excelente site para acompanhamento das mais diversas moedas digitais e tokens, com informações desde o valor de mercado até onde o usuário pode comprar determinada cripto.

BitInfoCharts: excelente ferramenta para acesso a dados da Blockchain.

CoinDance: faz um trabalho valioso na decodificação das atividades das mineradoras.

Blockchain.info: principal ferramenta para adquirir dados sobre a rede do bitcoin, bem como transações, valor de mercado e os últimos blocos minerados da rede.

Tokendata: um dos poucos sites de análises sobre tokens, é uma fonte de dados limpa e minimalista.

Onchainfx: recém lançado e ainda em versão beta, foca na política monetária das criptomoedas em relação aos seus atuais valores de mercado. Além disso mostra a quantidade de moedas emitidas até o momento e o quanto falta ser emitido até os limites estabelecidos, bem como a projeção de valor das moedas digitais até 2050, não considerando variação nos preços.

Blockfolio: Um aplicativo que oferece gerenciamento completo com ferramentas fáceis de usar para acompanhar todos os seus investimentos em criptomoedas. Obtenha informações detalhadas sobre preços e mercado para moedas individuais e toda a sua carteira em um só lugar. Para mais informações, clique aqui.

Ferramentas de visualização (mapas, gráficos e matrizes)

Sifrdata: possibilita a montagem de matrizes de correlação dinâmicas, nas quais podem ser inseridos diversos critérios, como índices de retorno com relação ao risco e volatilidade, da maioria das criptomoedas.

MapOfCoins: gráfico evolutivo fácil de ser manipulado de acordo com o período de visualização desejado. Disponível para um grande número de criptomoedas.

CryptoMaps: possibilita a visualização em tempo real do mercado e inclui grande parte das criptomoedas, inclusive daquelas que são novas no mercado, que acabam prejudicando o gráfico por não terem muita participação na amostra total do mercado.

Bitcoin Volatility Index: desenvolvida por Jordan Tuwiner, criador dos obituários do Bitcoin, a ferramenta mostra os índices de volatilidade do Bitcoin, Ethereum e Litecoin.

Blogs

Willy Woo: o blog possui indicadores, visualizações e modelos bastante influentes no universo cripto, especialmente a página de gráficos.

Ari Paul: apesar de ter se tornado muito influente desde que migrou da atuação tradicional para o universo cripto, não possui muitos posts. Ari lançou há um fundo de criptomoedas.

Matt Levine: apesar de não cobrir somente criptomoedas, sua coluna diária no Bloomberg tem focado bastante no tema Blockchain. Matt geralmente escreve sobre ofertas iniciais de moedas (ICOs, na sigla em inglês), hacks, produtos financeiros e manipulação de mercado. A principal mensagem que Matt tenta passar é que não existem coisas novas, apenas novas maneiras de fazer coisas antigas.

Elaine Ou: blog altamente recomendado pela Coin Metrics, que o denominou como “blog fantástico, uma jóia absoluta”.

Chris Burniske: fala sobre modelos de avaliação de valor de mercado de ativos digitais. Chris é responsável por nomenclaturas utilizadas no mercado, como a adesão ao termo criptoativo (criptoasset), e a troca do termo valor de mercado (Market cap) para valor da rede (network value).

Token Economy: newsletter semanal dirigida por Stefano Bernardi e Yannick Roux. Inclui lançamentos, comentários, links para publicações influentes e algumas críticas, relacionados ao universo cripto.

Preston Byrne: advogado formado no Reino Unido, Preston Byrne possui um olhar mais cético com relação os criptoativos e os tokens. Seu blog pode ser descrito como uma forma segura de se manter informado. Excelente opção para ficar por dentro das ações regulatórias desse mercado.

Tuur Demeester: investidor de Bitcoin e crítico da indústria, Turr Demeester não publica com frequência, mas geralmente seus posts valem a pena ser lidos.

Plataformas de pesquisa

Ark Invest: gerenciadora investimentos, a Ark Invest publica com frequência sobre investimentos em Bitcoin. A empresa vem publicando sobre o universo cripto desde 2015, antes do mercado ainda estar tão envolvido no assunto. A leitura do seu white paper, chamado “Bitcoin: alerta para uma nova classe de ativos”, é essencial. Seu principal argumento é que as criptomoedas representam uma nova classe de ativos, totalmente diferente das commodities e moedas tradicionais.

Grayscale: lançou uma excelente tese de investimento para a Ethereum Classic, para apoiar o lançamento do fundo Ethereum em maio. Apesar de ter sido feito especificamente para a Ethereum, esse pode tornar-se um modelo para teses de investimento em criptoativos. Descreve os principais aspectos do investimento que são cruciais para interessados, como: história e lançamento, governança, economia e política monetária, tamanho do mercado alto e estruturas de incentivo.

Coindesk: possui o mais abrangente e profissional modelo de pesquisa da indústria dos criptoativos. Grande parte é pública, mas alguns relatórios importantes são pagos, porém ricos em rigor e detalhes.

Smith + Crown: além de escreverem perfis detalhados da maioria das criptomoedas, também criaram um espaço agregador de pesquisas diversas que reúne uma variedade de pesquisas já publicadas.

Ledger: mais antigo no mercado, o Ledger lançou alguns dos melhores trabalhos do mercado. Seu conteúdo não é exclusivamente técnico. Inclusive em seu trabalho inaugural publicou artigos que comparavam a estrutura de governança da Blockchain com a teoria de contrato de Hobbes, Rosseu e Rawls.

Regulamentação

Coin Center: centro de pesquisa sem fins lucrativos sediado em Washington, nos Estados Unidos. Busca educar políticos sobre criptomoedas e defende uma regulamentação razoável e justa. Também visa educar os usuários das moedas digitais sobre os últimos desenvolvimentos regulatórios. Por possuir impressionante acesso ao congresso norte-americano, a Coin Center aumenta a sua utilidade, sendo a sua principal intenção propor ao governo uma estrutura segura de atuação para os usuários, e também esclarecendo que o Bitcoin não é o único culpado por ataques de resgate.

Livros

Digital Gold: Bitcoin and the Inside Story of the Misfits and Millionaires Trying to Reinvent Money (traduzindo para o português literal, Ouro Digital): o livro do escritor Nathaniel Popper é um olhar minucioso sobre a história, a pré-história e os fundamentos políticos do Bitcoin. Uma leitura fácil e não técnica, porém essencial para quem procura compreender porque a moeda digital se tornou tão popular.

Cryptoassets: The Innovative Investor’s Guide to Bitcoin and Beyond (traduzindo para o português literal, Criptoativos: o guia inovador para o investidor de Bitcoin e outras moedas digitais): escrito pelos autores Chris Burniske e Jack Tatar, o livro será lançado em outubro deste ano, e trata-se da primeira abordagem sobre o tema do ponto de vista de investimento.

The Bitcoin Standard: Sound Money in a Digital Age (traduzindo para o português literal, O padrão Bitcoin: o dinheiro em uma era digital): escrito por Saifedean Ammous, será publicado no início de 2018. O livro é um olhar sobre a economia do sistema de criptoativos e sobre como o Bitcoin pode apoiar a nova era de dinheiro digital.

Blockchain Revolution: escrito por Don Tapscott e Alex Tapscott, aborda de uma forma simples como a tencologia por trás do bitcoin está mudando o dinheiro e os negócios e o mundo.

Bitcoin a moeda na era digital: escrito pelo economista Fernando Ulrich explica o funcionamento e a história do surgimento da moeda digital. 

A Revolução das Moedas Digitais: escrito pela Tatiana Casseb B. M. Barbosa, aborda como a tecnologia que veio para revolucionar todos os ramos do Direito, da Política, da Economia, da Sociologia e de outras ciências: Bitcoins e Altcoins, as chamadas moedas digitais.

loading...
COMPARTILHAR

Publicitária, planejadora estratégica e entusiasta do universo cripto. Confia nas mudanças que a tecnologia irá trazer para a sociedade.