Início Notícias Fake news: Samsung nega notícias sobre acordo para aceitar pagamentos com criptomoedas

Fake news: Samsung nega notícias sobre acordo para aceitar pagamentos com criptomoedas

404
0
Fake news: Samsung nega notícias sobre acordo para aceitar pagamentos com criptomoedas

Em 20 de julho, foram divulgadas notícias de que uma parceria entre a gigante de eletrônicos Samsung e a startup de pagamentos baseada em blockchain lituana CopPay estava em andamento. O acordo teria sido feito para possibilitar que clientes da Samsung em três países bálticos – Estônia, Letônia e Lituânia – pagassem por compras em lojas utilizando criptomoedas. Em notícias surpreendentes, parece que a colaboração poderia ter sido inventada pela CopPay.

De acordo com o artigo publicado pela agência de notícias News BTC, um porta-voz da Samsung negou a parceria, dizendo:

“Nossa resposta oficial é que o boato não é verdade.”

A suposta parceria foi anunciada pela primeira vez no blog da CopPay, que já foi excluído, embora uma versão arquivada ainda esteja acessível. A CopPay, que é uma plataforma de criptomoedas relativamente pequena, afirmou ter configurado gateways comerciais em 31 lojas da Samsung nos países bálticos. O anúncio falava em apoio a criptomoedas como Bitcoin, Ethereum, Litecoin, Ripple, Dash, Nem e Steem.

A empresa chegou ao ponto de afirmar que a Samsung havia se juntado à ela sob o lema “Turn On Future” e optou por “abraçar” as criptomoedas usando os dispositivos de ponto de venda da CopPay. A partir de agora, não está claro o que levou ao anúncio e sua subsequente remoção no blog da CopPay.

No início, a agência de notícias Hard Fork entrou em contato com a CopPay para comentar, mas só foi informada de que a startup estava negociando com a Samsung sobre o assunto. Ao mesmo tempo, a Samsung disse à Hard Fork que toda a situação era simplesmente um boato sem fundamento.

Em uma reviravolta ainda mais surpreendente, mais tarde, o CEO da CopPay, Ina Samovich, entrou em contato com a Hard Fork e refutou a declaração da Samsung, alegando que sua parceria era de fato real. Samovich culpou o anúncio fracassado de um acidente de comunicação com um “revendedor” anônimo, dizendo:

“O revendedor oficial assinou contrato com nossa empresa e várias transações ocorreram nas últimas duas semanas. Assim, podemos provar que o método de pagamento com criptomoedas foi usado e foi desenvolvido pela CopPay. Não estávamos cientes de que o revendedor não informou à HQ sobre nossa cooperação.”

COMPARTILHAR
Publicitária, planejadora estratégica e entusiasta do universo cripto. Confia nas mudanças que a tecnologia irá trazer para a sociedade.
Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!