Início Notícias Exchange Coinbase anuncia serviço de custódia de criptoativos para investidores

Exchange Coinbase anuncia serviço de custódia de criptoativos para investidores

483
5
Exchange Coinbase anuncia serviço de custódia de criptoativos para investidores

A Coinbase, corretora de criptomoedas norte-americana, anunciou nesta segunda-feira, 02 de julho, o lançamento de mais um produto voltado aos investidores de criptoativos: o serviço de custódia de ativos.

O serviço, que recebeu seu primeiro depósito na semana passada, foi anunciado pelo líder de produto da Coinbase, Sam McIngvale. Segundo ele, a custódia agora está aberta para investidores institucionais que desejem manter os seus ativos guardados em segurança. O serviço funcionará de forma semelhante a um banco, permitindo a guarda dos ativos dos clientes.

Embora os investidores de criptoativos tenham a preferência de guardar suas moedas em suas próprias carteiras, o público-alvo da Coinbase são clientes institucionais e hedge funds, clientes que desejam uma forma segura de guardar seus ativos e ter uma plataforma de negociação centrada em um só lugar.

“A missão do Coinbase Custody é tornar o investimento em moeda digital acessível a todas as instituições financeiras e hedge funds do mundo. Conseguiremos isso nos esforçando para nos tornarmos o serviço de custódia de criptoativos mais confiável e mais fácil de usar. O Coinbase Custody é uma combinação do armazenamento em cold wallets testado pela Coinbase para criptoativos, uma plataforma de negociação de nível institucional, serviços de relatórios e um abrangente programa de cobertura de clientes”, afirma McIngvale em seu post.

Segurança

Deixar ativos digitais nas mãos de terceiros é uma das grandes preocupações não apenas de pessoas físicas, mas também de empresas. Para aliviar tais receios, a Coinbase anunciou que o serviço de custódia irá contar com uma série de mecanismos de segurança, dentre eles estão:

  1. Segregação na cadeia de criptoativos;
  2. Chaves privadas separadas e divididas, que requerem um quórum mínimo de agentes distribuídos geograficamente para o uso de hardware criptográfico para assinar transações;
  3. Múltiplas camadas de segurança;
  4. Auditoria e relatórios robustos de armazenamento em cold wallets.

O serviço permite a custódia de Bitcoin, Litecoin, Ether e Bitcoin Cash, mas a Coinbase afirmou que tem planos de lançar suporte para mais ativos (a empresa não revelou quais seriam). Os clientes interessados em conhecer mais sobre o serviço e abrir uma conta podem conferir mais informações no site oficial do serviço.

Coinbase: rumo a se tornar uma gigante

O serviço de custódia é mais uma de uma série de melhorias apresentadas pela gigante do mercado de ativos digitais, em seus aparentes esforços de tornar-se uma multiplataforma de negociação.

Recentemente, o CEO da Coinbase anunciou um fundo de caridade destinado às pessoas que estão à margem do sistema bancário, com o objetivo de fornecer-lhes acesso a serviços financeiros. Atualmente, o mundo tem mais de 2 bilhões de pessoas que não possuem conta em banco.

Ainda no setor de fundos, a exchange também revelou planos de criar um fundo de investimento em ativos digitais, o Coinbase Index Fund. O fundo tem como componentes as mesmas quatro moedas que irão fazer parte do serviço de custódia da empresa.

Esses movimentos parecem estar em linha com a proximidade da Coinbase em conquistar uma licença de funcionamento da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês). Caso a licença seja de fato concedida, isso poderá trazer para a empresa uma estrutura adequada para fornecer cada vez mais produtos que possam aproximar os criptoativos dos mercados tradicionais.