Início Eventos Evento em São Paulo reúne empresários para falar de blockchain e criptomoedas

Evento em São Paulo reúne empresários para falar de blockchain e criptomoedas

1182
0

Nesta quarta-feira, 21 de fevereiro, ocorreu em São Paulo a primeira edição do LIDE Next Solutions. O evento que trouxe o tema “Blockchain e criptomoedas: o futuro das transações digitais” para importantes empresários da capital dos negócios do Brasil, contou com a presença de figuras influentes do ecossistema de criptomoedas brasileiro.

A abertura do evento foi realizada por Ricardo Guimarães Filho, de 22 anos. O co-fundador do Bit Capital, fundo de investimento, explicou durante sua apresentação como o Bitcoin surgiu e com qual propósito, além de esclarecer possíveis confusões feitas pelas pessoas sobre Blockchain e Bitcoin: “O Bitcoin depende da Blockchain, mas a Blockchain não depende do Bitcoin“. Guimarães Filho chamou a atenção da audiência quando comentou que “no Brasil, existem mais investidores no mercado de Bitcoin do que na bolsa“.

Na sequência, foi a vez de Alan Chusid, do banco Neon. Chusid se concentrou em explicar a proposta do banco, o qual é sócio-fundador. O banco Neon é um banco totalmente digital que através de uma API (ligação entre sistemas) entre o banco e as exchanges, possibilita a compra de Bitcoin e de outras criptomoedas 24 horas por dia 7 vezes por semana, assim como funciona o mercado cripto. “Usamos a tecnologia para garantir segurança“, disse Chusid durante seu discurso.

Fábio Silva, CEO da Latoex, focou o início da sua palestra nos diversos valores da Blockchain, citando o consenso como uma das principais características da tecnologia. A Latoex é uma plataforma que facilita a tokenização de ativos tradicionais. “A Blockchain possibilita a troca de valor imediata, além da criação de produtos mais rápida do que antes“. Silva completou sua fala alertando que os bancos “precisam rever suas posições, tornando-se facilitadores e não intermediadores“.

Um dos momentos mais esperados do evento foi o discurso de Thiago Augusto Ramos, fundador da Bit.one e da Transfero Swiss AG. Ramos falou sobre sua trajetória invejável no universo das criptomoedas e explicou o funcionamento da Bit.one, empresa de processamento de pagamentos com Bitcoin. “Bitcoin e criptomoedas não são o futuro, elas são o presente“, disse ele.

Hélio Ferreira Moraes, sócio do Pinhão e Koiffman Advogados, deu sequência à noite de apresentações falando sobre um assunto de grande interesse para a maioria daqueles que estavam presentes: regulamentação. Moraes mostrou um panorama geral de como anda a discussão sobre a regulação do mercado de criptomoedas no Brasil e em outros países.

Finalmente chegou a vez que Fernando Ulrich, economista-chefe de criptomoedas da XP Investimentos e uma das figuras mais conhecidas do ecossistema cripto no Brasil. Ulrich iniciou sua palestra falando sobre a eficiência do sistema por trás do Bitcoin, que em nove anos operando jamais sofreu uma fraude sequer. Além disso, Ulrich comentou sobre o preço do Bitcoin ser importante e não ser importante ao mesmo tempo. “As vezes, é preciso ignorar o preço do Bitcoin, pois a segurança proporcionada pela Blockchain não pode ser confundida com a variação de preço da moeda digital. O preço, porém, continua sendo importante, pois ele é a recompensa daqueles que mantém a rede“, disse ele referindo-se ao mecanismo de recompensa das atividades de mineração que fazem a rede funcionar.

Por fim, Joel de Souza, fundador da corretora de criptomoedas BRE Coins, realizou a última palestra da noite comentando sobre os diferentes perfis de pessoas e se o Bitcoin é ou não um atrativo para elas. “Se você é um poupador, indicamos que não invista em Bitcoin, pois o risco é alto e a sua intenção é poupar. Porém, se você é um investidor, sim, você deve investir“, disse ele.

“O Bitcoin não é para poupadores que não podem suportar esse nível de oscilação.”

Confira o vídeo completo do evento abaixo: