Início Notícias EUA prende drogas, armas, granadas e 2 mil Bitcoins em operação com...

EUA prende drogas, armas, granadas e 2 mil Bitcoins em operação com foco na dark web

641
0
EUA prende drogas, armas, granadas e 2 mil Bitcoins em operação com foco na dark web

O Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DOJ, na sigla em inglês), em conjunto com uma série de outras agências governamentais do país, realizou uma mega operação, fruto de uma investigação de mais de 1 ano, e apreendeu 2 mil Bitcoins e outras criptomoedas, totalizando mais de US$20 milhões, e diversas drogas, entre elas tramadol, fentanil, cocaína, LSD, maconha, entre outros. Também foram apreendidas armas de fogo, lança granadas, veículos e cerca de US$3,6 milhões em equipamentos de mineração de criptomoedas. 35 pessoas foram presas.

A operação federal teve foco em atividades ilícitas realizadas na dark web e marca o início de um esforço contínuo das agência federais norte-americanas para combater o tráfico de drogas e, principalmente o fentanil, um anestésico que pode ser entre 25 e 50 vezes mais potente que a heroína.

“Criminosos que acham que estão seguros utilizando a dark web estão errados. Esse esforço nacional de fiscalização reduzirá o fornecimento de drogas mortais, como o fentanil, que estão matando um número sem precedentes de norte-americanos”, disse o procurador-geral adjunto Rod J. Rosenstein.

Rosenstein destacou que as agências federais encontram muitas dificuldades para combater os crimes na dark web devido à maneira como ela vai se modificando justamente para evitar monitoramento e localização de seus usuários, Já Kenneth Jenkins, diretor assistente do Escritório de Investigações do Serviço Secreto dos EUA (USSS), reforçou que a operação foi fundamental para combater a lavagem de dinheiro que vem sendo feita usando criptomoedas.

“O Serviço Secreto está orgulhoso em trabalhar com nossos parceiros de segurança pública para ajudar a combater uma das maiores ameaças à infra-estrutura financeira dos EUA, a lavagem de dinheiro com criptomoedas”, disse o diretor.

Esta não é o primeiro investimento das agências federais norte-americanas em investigações na deep web. Em outubro de 2013, o FBI fechou o SilkRoad, um site que também operava na deep web, e prendeu Ross William Ulbricht, acusando-o de ser “Dread Pirate Roberts” ou DPR, proprietário do site e, posteriormente, condenando-o à prisão perpétua. Na época, foram apreendidos cerca de 26 mil Bitcoins. Dois anos depois, dois agentes do Serviço Secreto dos Estados Unidos (FBI), Shaun Carl Bridges e Mark Force, foram presos por roubar cerca de 1.600 Bitcoins apreendidos no caso SilkRoad.

COMPARTILHAR
Toda honra e Glória pertencem a Deus sempre. Publicitário e Produtor Cultural. Entusiasta de tudo aquilo que o Estado não consegue controlar. Abaixo aos muros, que se construa janelas para o amanhã