Início Notícias Estudantes da elite norte-coreana estudam sobre tecnologia Blockchain e Bitcoin

Estudantes da elite norte-coreana estudam sobre tecnologia Blockchain e Bitcoin

826
1

Os estudantes da elite norte-coreana participaram de um curso sobre tecnologia Blockchain e Bitcoin, no início deste mês, conforme informado pela Universidade de Ciência e Tecnologia de Poyongyang (PUST), na capital da Coreia do Norte. De acordo com informações do site da universidade, o curso fazia parte de uma Conferência de Palestras da PUST e foi liderado por Federico Tenga, empresário italiano de Bitcoin.

Nosso ensino destina-se à auxiliar a Coreia do Norte, criando oportunidades que permitam um desenvolvimento efetivo que beneficie as pessoas do país“, disse um porta-voz da Universidade à NK News, site norte-americano que fornece notícias e análises sobre a Coreia do Norte. “Vemos os sistemas de TI e finanças como tecnologias que funcionam nesse contexto“, disse ele. “Este trabalho tem foco sempre no desenvolvimento pacífico“, completou.

Tenga disse que candidatou-se para o cargo de professor do curso com a intenção de dar palestras sobre assuntos financeiros mais tradicionais e com apenas uma palestra final focada em Bitcoin. Porém, foi solicitado a ele que concentrasse seu curso em Blockchain e Bitcoin, pois a universidade considerava “importante possibilitar aos alunos uma maior exposição à inovação em finanças“.

O curso foi focado primeiro em mostrar como funciona o Bitcoin, as tecnologias que ele usa como base e como a resistência à censura é alcançada“, disse Tenga. “A segunda parte era sobre os casos de usos do Bitcoin e por que ele é bem sucedido, explicando-o como reserva de valor, como instrumento financeiro disponível a todos e para otimização de portfólio“, completou.

O curso consistiu em cinco palestras de 90 minutos e um teste final. Um seminário extra também foi dado aos membros da Universidade.

Os participantes das palestras eram uma mistura de estudantes de Ciência da Computação e Finanças e, por muitas vezes, também professores da própria universidade que tiveram interesse em aprender sobre o assunto“, disse Tenga, acrescentando que nenhuma pessoa fora da universidade pode participar do curso. De acordo com o professor, os alunos estavam cientes do Bitcoin, mas mostraram conhecimento limitado em relação à criptomoeda.

COMPARTILHAR
Publicitária, planejadora estratégica e entusiasta do universo cripto. Confia nas mudanças que a tecnologia irá trazer para a sociedade.
Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!