Início Notícias Empresas de segurança oferecem proteção para traders de criptomoedas em Moscou

Empresas de segurança oferecem proteção para traders de criptomoedas em Moscou

269
0

Empresas de segurança privada em Moscou, capital da Rússia estão oferecendo um novo serviço: proteção para pessoas que compram e vendem criptomoedas. As empresas também expressaram prontidão para ajudar na investigação de crimes relacionados às moedas digitais. A polícia ainda está relutante em trabalhar nesses casos, já que os criptoativos ainda não estão regulamentadas na Rússia.

Um número crescente de casos de fraude e roubo relacionados à criptomoedas foi relatado pela mídia russa nos últimos meses. Embora a polícia ainda esteja relutante em trabalhar nesses casos, uma vez que as criptomoedas ainda não estão regulamentadas na Rússia, seus colegas do setor privado manifestaram prontidão para ajudar nas investigações.

Recentemente, a polícia de Moscou prendeu membros de um grupo criminoso organizado do Daguestão, que realizaram ataques a investidores de criptomoedas, informou a Life Life. Em dezembro, um ataque a um estudante de 20 anos, possuindo criptomoedas no valor de milhões de rublos, tornou-se a sensação da mídia. O jovem foi seqüestrado em uma estação de metrô. Ameaçando-o com uma faca, os atacantes o levaram para sua casa, onde pediram 100 milhões de rublos (US$1,6 milhão) em criptomoedas.

Vários dias atrás, outro cidadão da cidade teve 10 milhões de rublos (US$160 mil) em bitcoins roubados. Em plena luz do dia, ele tentou selar um acordo com um “comprador” que pegou sua carteira e saiu correndo sem pagar nenhum dinheiro pelas moedas digitais. Uma semana antes disso, um residente de Nizhny Novgorod perdeu 800.000 rublos em criptomoedas (US$13 mil) sob praticamente as mesmas circunstâncias. Não muito tempo atrás, um idoso em Volgogrado também foi roubado por cripto-trapaceiros.

As estatísticas criminais na Rússia estão cheias de casos semelhantes. A maioria desses crimes foi cometido durante trades de criptomoedas nas ruas. Muitos russos são tentados por essas vendas diretas porque as plataformas de negociação on-line recebem comissões pesadas. Geralmente eles envolvem pagamentos em dinheiro e transferências cripto.

O crescente número de roubos e fraudes relacionados às transações de criptomoedas offline criou a necessidade de um novo tipo de serviço de acompanhamento de segurança. Várias empresas em Moscou já estão oferecendo isso para compradores e vendedores de criptomoedas. As taxas começam em apenas 1.000 rublos por hora, cerca de US$15, mas os preços sobem se o cliente quiser alugar um carro da empresa ou contratar mais guardas.

A lei russa impõe restrições aos serviços de guarda pessoal, e as empresas preferem assinar contratos de proteção à propriedade. Uma mala com dinheiro e uma carteira offline com criptomoedas se enquadram nesta categoria.

“O custo de nossos serviços depende do valor da transação – estamos cobrando uma porcentagem. Também oferecemos serviços no exterior, pois a criptomoeda é um fenômeno internacional”, disse Natalia Kurovskaya, proprietária de uma das empresas de segurança sediadas em Moscou.

Kurovskaya acrescentou que sua empresa também trabalha com investidores de criptomoedas que foram roubados ou defraudados por criminosos. Em suas palavras, as agências de segurança pública não sabem investigar tais crimes, pois ainda não há legislação que regulamente o setor de criptomoedas.

Em fevereiro, o fundador da moeda Prizma foi sequestrado em Moscou. Seus atacantes levaram 300 bitcoins dele, junto com US$20 mil, um notebook e três telefones celulares. A polícia russa, no entanto, não incluiu as criptos na lista dos itens roubados.

COMPARTILHAR
Publicitária, planejadora estratégica e entusiasta do universo cripto. Confia nas mudanças que a tecnologia irá trazer para a sociedade.
Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!