Início Mineração Empresa deixa Bitmain “comendo poeira” e lança hardware de mineração de Bitcoin...

Empresa deixa Bitmain “comendo poeira” e lança hardware de mineração de Bitcoin mais eficiente

308
0
Empresa deixa Bitmain “comendo poeira” e lança hardware de mineração de Bitcoin mais eficiente

A Bitmain, gigante de mineração e fabricante de hardwares ASIC, vem enfrentando um período difícil. Depois de revelado que a empresa planejava lançar uma IPO, diversas notícias inundaram o mercado de criptomoedas alegando prejuízos e insolvência. Além disso, a Bitmain acaba de lançar, como mostrou o Criptomoedas Fácil, um novo hardware de mineração, o Antiminer S9 Hydro, com capacidade de mineração de 18 TH/s que consegue minerar, segundo o CriptoCompare, cerca de 0.01934 BTC por mês com consumo de energia estimado em 1728W. Porém, apesar do lançamento do hardware, anunciado como o mais eficiente em relação a custo/benefício, recentemente, a empresa ganhou um concorrente de peso, que inclusive conhece a Bitmain muito bem.

A Bitewei, uma empresa chinesa que surgiu esse ano, fundada por Yang Zuoxing, ex-diretor de design da Bitmain, anunciou o início da pré-venda de seu equipamento de mineração ASIC, o Whatsminer M10, que promete capacidade de mineração de 33 TH/s, nada menos que um poder de mineração 54% superior ao equipamento “top” da Bitmain.

Com este poder de processamento seria possível, na configuração atual, minerar cerca de 0.03547 BTC por mês a um consumo de energia estimado em 2150W, ou seja, 24% maior que o da Bitmain, o que, no final das contas, pode representar uma eficiência de cerca de 30% a mais que o Antiminer S9 Hydro da gigante chinesa. Zuoxing disse à agência de notícias CoinDesk que a Bitewei já recebeu encomendas de mais de 1 mil unidades do Whatsminer M10, que deve ser lançado oficialmente somente em 19 de setembro a um preço médio de US$1.600.

Assim como a Bitmain controla os pools de mineração BTC.com e Antpool, a Bitewei recebeu apoio de Tyler Xiong, COO do pool Bixin, que tem dito que a linha Whatsminer será uma virada de mesa no campo da mineração ASIC para Bitcoin. O site News.Bitcoin destaca que o mais interessante sobre o M10 é que ele não usa chips de 10nm ou 7nm para suas plataformas de mineração ASIC, mas uma arquitetura de 16nm. O M10 competirá, além do Antiminer S9 Hydro da Bitmain, com outros produtos como o B3 do GMO Group (33TH / s), o Avalonminer A9 da Canaan (30TH / s), o B2 do GMO Group (24TH / s) e o T2 Turbo da Innosilicon (24TH / s).

loading...
COMPARTILHAR
Toda honra e Glória pertencem a Deus sempre. Publicitário e Produtor Cultural. Entusiasta de tudo aquilo que o Estado não consegue controlar. Abaixo aos muros, que se construa janelas para o amanhã