Início Notícias Diretor da IBM no Brasil afirma que computação quântica pode “quebrar” o...

Diretor da IBM no Brasil afirma que computação quântica pode “quebrar” o Bitcoin

1937
0
Diretor da IBM no Brasil afirma que computação quântica pode

A IBM, uma das principais empresas mundiais envolvidas no desenvolvimento da computação quântica, está desenvolvendo algoritmos criptográficos à prova quântica e aconselhou os investidores de criptomoedas a fugir das moedas digitais atuais, que, segundo a empresa, não seriam resistentes à esta nova tecnologia. A declaração foi feita por Ulisses Mello, diretor do Laboratório de Pesquisas da IBM no Brasil, em uma reportagem do Valor Econômico.

“Qualquer sistema transacional que usa os sistemas de criptografia atuais, como blockchain ou criptomoedas, poderiam ser facilmente quebrados por um computador quântico. Por isso é que já há estudos em andamento sobre como tornar os sistemas atuais resistentes à computação quântica”, disse Ulisses Mello.

Mello acrescenta ainda que, a IBM já desenvolveu um algoritmo de criptografia sofisticado o suficiente para que seu sigilo não possa ser quebrado nem por computadores quânticos.

“Nosso conselho é para que as empresas migrem para formas alternativas de criptografia para que não fiquem vulneráveis aos computadores quânticos.”

O debate sobre a vulnerabilidade das atuais criptomoedas frente ao poder computacional que pode ser implementado com a computação quântica não é novo. O Bitcoin usa o algoritmo de hash SHA-256, RIPEMD160 e a assinatura Elliptic Curve Digital do algoritmo de criptografia (ECDSA). Muitos acreditam que o ataque de computador quântico poderia comprometer o protocolo ECDSA, enquanto os protocolos SHA-256 e RIPEMD160 permaneceriam imunes.

Por outro lado, desenvolvedores tanto do Bitcoin como do Ethereum enfatizam que a computação quântica não representa qualquer risco para as criptomoedas e afirma que o Bitcoin já possui alguma resistência quântica embutida, afinal, se você usa os endereços de Bitcoin apenas uma vez, o que sempre foi a prática recomendada, sua chave pública ECDSA só é revelada no momento em que você gasta os Bitcoins enviados para cada endereço. Um computador quântico precisaria quebrar sua chave no curto espaço de tempo entre quando sua transação é enviada pela primeira vez e quando ela entra em um bloco e mesmo a computação quântica não é rápida o suficiente para tal tarefa. Atualmente, especialistas em Bitcoin tendem a favorecer um sistema criptográfico baseado em assinaturas Lamport. Criptomoedas como a IOTA também afirmam já possuir resistência à computação quântica.