Início Notícias Desenvolvedor cria bicicleta que funciona com Bitcoin por meio da Lightning Network

Desenvolvedor cria bicicleta que funciona com Bitcoin por meio da Lightning Network

547
1
Desenvolvedor cria bicicleta que funciona com Bitcoin por meio da Lightning Network

Recentemente, o desenvolver alemão Matthias Steining desenvolveu duas aplicações utilizando Bitcoin como forma de pagamento por meio da solução de segunda camada Lightning Network. A primeira é uma solução “simples” que permite usar a Lightning para compras em lojas virtuais. Já a segunda é notável e envolve não apenas os padrões de uma nova economia digital, mas também a tendência da economia compartilhada e une o compartilhamento de bicicletas (tal qual é feito em São Paulo pela startup Yellow Bike e pelo banco Itaú) com pagamentos em criptomoedas.

A invenção de Steining consiste em permitir que uma bicicleta elétrica seja “liberada” por meio de transações envolvendo a Lightining, desta forma ao realizar um pagamento de menos de US$0,02 (250 satoshis) com Bitcoins o sistema aciona o motor elétrico da bicicleta pelo tempo programado de 1 minuto, após este período o usuário pode “recarregar” o sistema ou então terá que pedalar para se locomover.

Apelidado de “Lightning Bike”, o sistema é bastante simples e, segundo Steining, foi desenvolvido para mostrar como o Bitcoin pode ser usado para pagamentos pequenos, micro e nanopagamentos, inserindo assim a criptomoeda mais famosa do mercado na rota da industria IoT.

“Assim que o pagamento for efetuado, o sistema será ligado durante o tempo selecionado e você poderá começar a dirigir !!! Após o término do tempo pago, o sistema desliga e a fonte de alimentação é interrompida – é claro que você pode continuar dirigindo, mas apenas com força muscular. O programa retorna à tela inicial e você pode reservar a nova hora novamente. Se não funcionou, a tela inicial será exibida e você poderá tentar novamente”, diz o desenvolvedor, destacando que a velocidade e a eficiência da Lightning Network permitem também transações em tempo real, “num piscar de olhos”.

O sistema desenvolvido pelo alemão tem dois componentes, ambos operando com hardware barato Raspberry Pi, com código estável que é relativamente fácil (escrito em Python) para desenvolvedores comerciais ajustarem e potencialmente melhorarem. O primeiro é o componente do servidor, que autoriza a bateria da bicicleta a fornecer um “impulso” à bicicleta por um determinado período de tempo pré-pago, e o segundo é o componente ligado à bicicleta, que inclui um receptor sem fio e uma tela LCD. Para o componente servidor, no modelo de demonstração, um Raspberry Pi 3 ligeiramente maior é usado, segundo a CCN, no entanto, isso poderia ser substituído por um servidor de grande escala para operações que realmente desejassem implementar esse sistema com dezenas, centenas ou milhares de bicicletas envolvidas.

rede elétrica do relâmpago da bicicleta do bitcoin
 

 

Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!