Início Notícias Dash supera Bitcoin e Ethereum na Venezuela; inflação no país pode chegar...

Dash supera Bitcoin e Ethereum na Venezuela; inflação no país pode chegar a 1.000.000%

774
2
Dash supera Bitcoin e Ethereum na Venezuela; inflação no país pode chegar a 1.000.000%

Uma recente estimativa divulgada pelo FMI (Fundo Monetário Internacional) aponta que a inflação na venezuelana pode chegar ao número exorbitante de 1.000.000% (um milhão por cento) até o final deste ano.

Uma das principais causas da inflação desenfreada é a queda na produção do petróleo, como revelou com exclusividade ao Criptomoedas Fácil o Diretor do FMI na América Latina Alejandro Werner:

“Quanto ao Petro, ainda não estudamos detalhes. O principal problema com a Venezuela é a queda na produção de petróleo bruto, assim, independente de como você realiza essas exportações, o fato é que vimos uma queda na produção de petróleo nos últimos 18 meses que tem sido espetacular. A produção diminuiu em 50% em um período muito curto de tempo, apesar do aumento nos preços do petróleo”, disse ele.

Este cenário tem levado muitos venezuelanos a optarem por criptomoedas para pagamentos cotidianos como forma de fugir da hiperinflação e como reserva de valor. Entre as criptomoedas preferidas dos cidadãos do país está a Dash, que superou o Bitcoin, o Ethereum e outras top 10 criptomoedas em termos de adoção. Atualmente, mais de 500 comerciantes no país agora aceitam Dash para pagamentos, incluindo imóveis da Remax Venezuela, motocicletas na franquia Motos Bera e nas lojas da padaria Susy Cookies.

O crescimento do uso de Dash permitiu que os venezuelanos escapassem dos efeitos da hiperinflação, que recentemente atingiu a marca de um milhão no índice ‘Bloomberg Cafe Con Leche”, o que significa que uma única xícara de café custa um milhão de bolívares. Por outro lado, a Dash apreciou mais de 2.000% desde janeiro de 2017, apresentando uma saída para os venezuelanos em dificuldades. Além disso, a criptomoeda fez uma forte campanha de adoção no país e conta com mais de 50 funcionários na nação, espalhados nas divisões Dash Help, Dash Merchant, Dash Venezuela e Dash Youth. Tudo isso refletiu em uma expansão em massa que resultou em mais de 10 mil usuários e uma integração no cotidiano para pagamentos superando em números as principais criptomoedas do mercado como Bitcoin e Ethereum, além do próprio token venezuelano “El Petro”.

“A criptomoeda Dash e a comunidade fizeram a maior contribuição para o nosso país. Os números falam por si”, disse o chefe de negócios em desenvolvimento da Merchant Venezuela, Alejandro Echeverría.

A Cryptobuyer, uma empresa latino-americana de troca de criptomoedas, caixas eletrônicos e empresas de soluções de comércio, informa que Dash está frequentemente entre as duas principais criptomoedas mais usadas na plataforma e é atualmente a principal.

“A Cryptobuyer foi a primeira plataforma na América Latina a integrar a Dash no início de 2017, bem como a primeira a oferecê-la na Venezuela. Todos os meses, vemos como o Bitcoin e a Dash lutam pelo maior volume de nossas operações, mas quanto ao maior número de transações, a Dash está ganhando neste momento”, disse o CEO da Cryptobuyer, Jorge Farias.

Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!