Blockchain

Não ler mensagens de outras pessoas é uma questão de educação básica. É também a coisa certa a se fazer, e educamos nossas crianças o tempo todo para que não façam isso. No entanto quando se trata de comunicação online, quase todos os governos querem ler suas mensagens e analisar seus chats.

As vulnerabilidades são preocupantes

O direito à privacidade é algo indiscutível, e agora é um tema de discussão na mídia. Como saímos de uma sociedade onde nossa correspondência privada era sagrada, e fomos chegar num mundo cheio de bisbilhoteiros?

Não é apenas o governo que quer analisar suas mensagens, mas também vendedores, anunciantes, artistas e talvez até mesmo seus empregadores e entes queridos. Neste hora que estamos tão vulneráveis, talvez seja o momento de assumir o controle de nossa própria privacidade.

No nosso dia a dia, usamos aplicativos móveis para conversar com familiares, amigos, discutir o trabalho e até mesmo concluir importantes transações financeiras.

Aplicativos populares de mensagens como WhatsApp, Telegram, Facebook Messenger, Skype e outros são propensos a vulnerabilidades de segurança. Mesmo que aplicativos como o WhatsApp e o Telegram implementaram criptografia de ponta a ponta, eles ainda são propensos a ataques. Alguns podem até ter deixado backdoors para que os governos realizem uma intercepção.

Onde a tecnologia Blockchain entra?

O primeiro aplicativo de plataforma cruzada unificado em Blockchain: Crypviser – é um aplicativo que procura resolver muitos problemas. Ele pode lidar com bate-papo, chamadas de áudio e vídeo, compartilhamento de fotos / arquivos, conferências de voz, etc. A carteira de criptografia integrada na aplicação permite aos usuários manter, gerenciar e transferir dinheiro através do sistema CVPay.

O Crypviser poderá proteger usuários casuais, e também outros tipos de usuários, como especialistas em jornalismo dentro e fora do campo, empresários, políticos, ou qualquer pessoa que corre o risco de ser espionada e perder sua privacidade.

A principal razão pela qual o Crypviser é de fato mais seguro, se dá por meio do uso do Blockchain em conjunto com o que eles descrevem como criptografia “real” de ponta a ponta em uma rede de comunicações unificada, segura, instantânea e sem chances de invasão no caminho.

Todos os dados mantidos no dispositivo serão criptografados e seguros da mesma forma. Com a autenticação no Blockchain, os usuários podem verificar e confirmar as chaves públicas que possuem, assim, a ameaça do invasor no meio é eliminada. O detalhamento das informações sobre o funcionamento podem ser encontradas no Whitepaper do Crypviser.

ICO em andamento: sua chance de dar suporte a privacidade

A criptomoeda que a Crypviser está lançando é chamada de CVCoins (CVC) e a venda contínua de tokens está sendo realizada até 30 de junho de 2017. Isso dá ao público uma oportunidade de suportar uma plataforma de mensagens que mantém como centro a questão da sua privacidade. Será a chance da comunidade de criptografia poder ter uma plataforma onde eles não podem apenas trocar criptomoedas em privado, mas também falar sobre isso com confiança e segurança genuína.

As CVCoins estão atualmente disponíveis com desconto de cinco por cento neste período final de ICO e, serão cotadas nos mercados à taxa inicial de 0,99 EUR por 1 CVC. Finalizando, 10 000 000 CVCoins estão disponíveis para os investidores durante o crowdsale.

Para se juntar a essa proposta acesse aqui.

Aviso: Este artigo é apenas para fins informativos, a informação não constitui aconselhamento de investimento ou uma oferta para investir. Criptomoedas Fácil não é responsável por qualquer conteúdo, produtos ou serviços mencionados no comunicado de imprensa.
loading...
COMPARTILHAR

Criptomoedas Fácil é um serviço de notícias, preços e informações sobre bitcoin e outras moedas digitais.