Início Notícias Cripto Radar: as principais notícias de 31 de janeiro de 2018

Cripto Radar: as principais notícias de 31 de janeiro de 2018

400
0

Confira algumas das notícias mais importantes que circularam pelos veículos nacionais e internacionais:

Facebook proíbe anúncios sobre ICOs e criptomoedas

O Facebook tem adotado uma série de mudanças para, segundo a empresa, melhorar a sua relação com o usuário. Um recente mudança na política da plataforma impactou diretamente o mundo cripto, proibindo anúncios que “promovam produtos e serviços financeiros que são freqüentemente associados às práticas promocionais enganosas ou maliciosas”, segundo Rob Leathern, gerente de produtos do Facebook. Na gama de assuntos proibidos estão ICOs, opções binárias, investimentos em criptomoedas, entre outros.

Venezuela anuncia a pré-venda da sua criptomoeda nacional

Durante a reunião do conselho de ministros da Venezuela, realizada nesta terça-feira, 30 de janeiro, Maduro, presidente do país, anunciou que a pré-venda da criptomoeda nacional da Venezuela, o Petro, começará em 20 de fevereiro. Além de anunciar a pré-venda do Petro, Maduro também apresentou e assinou o whitepaper da criptomoeda que detalha “as funções, visão e condições” da moeda digital estatal venezuelana.

Mineração de Bitcoin será tema de palestra em Manaus

O Bitcoin será um dos temas que abordados na oitava edição do Encontro Nacional de Associados do Clube do Hacker (Enach) em Manaus. A palestra “Mineração de Bitcoin: como ganhar dinheiro” será ministrada pelo Mestre em Sistemas da Informação e especialista em Infraestrutura Fábio Luz, no dia 24/02 em uma faculdade da cidade. Na apresentação o especialista vai explicar sobre o processo computacional, chamado de mineração, desde a criação das moedas, bem como a mecânica de como capitalizar operando a criptomoeda.

Coreia do Sul identifica US$600 milhões em moedas estrangeiras trocadas ilegalmente

O governo sul-coreano está investigando o uso de criptomoedas para a conversão ilegal em moeda estrangeira. O Serviço de Alfândega da Coreia (KCS, na sigla em inglês) emitiu uma declaração nesta quarta-feira, 31 de janeiro, alegando que cerca de US$600 milhões em moedas estrangeiras foram trocadas ilegalmente, incluindo a saída de capital não registrada utilizando criptomoedas. A investigação faz parte de um esforço mais amplo das autoridades sul-coreanas para examinar as atividades relacionadas às criptomoedas.

Time de futebol da Turquia paga jogador com Bitcoin

Primeiro foi o Arsenal, um dos maiores times de futebol do mundo, agora foi a vez do Harunustaspor, clube amador da Turquia, a entrar no universo das criptomoedas. O time turco é o primeiro clube do mundo (que se tem notícia) a utilizar Bitcoin para pagar um jogador. Foram 4.500 liras turcas, o equivalente a 0.0524 Bitcoins, pagas para Omer Faruk Kiroglu, de 22 anos, reforço recém contratado pela equipe. A ação parece mais uma estratégia de marketing, afinal não foi revelado se os outros jogadores também irão receber em Bitcoin e nem os motivos do time ter tomado essa decisão em um caso isolado. Recentemente as criptomoedas foram condenada pela Direção de Assuntos Religiosos do país, alegando a sua natureza especulativa e portanto inapropriada para os muçulmanos. Interessante notar que toda a região do Oriente Médio é conhecida por sua histórica tradição mercante e, portanto, especulativa.

Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!