Início Notícias Cripto Radar: as principais notícias de 28 de março de 2018

Cripto Radar: as principais notícias de 28 de março de 2018

455
0

Confira algumas das notícias mais importantes que circularam pelos veículos nacionais e internacionais:

Especial Mulheres na Blockchain – Liliane Tie

Depois de duas entrevistas especiais com Emília Campos e com Rosini Kadamani, chegou a vez de Liliane Tie integrar o time de mulheres homenageadas pelo Criptomoedas Fácil neste mês de março na série Mulheres na Blockchain. Liliane Tie é co-fundadora e Community Builder na rede Women In Blockchain Brasil, além de Consultora de Projetos e Engajamento de Stakeholders. Liliane é uma das pessoas mais ativas na comunidade feminina de criptomoedas do Brasil e é fã da antropóloga e pioneira da teoria cibernética Margaret Mead. Em entrevista exclusiva para o Criptomoedas Fácil, Liliane fala sobre a Women In Blockchain, os projetos que a rede está desenvolvendo e também a sua visão sobre a participação feminina no ecossistema cripto.

Interesse por trabalhos com criptomoedas diminuiu depois da queda de preço

De acordo com a Indeed.com, ferramenta de busca de emprego, o interesse por empregos relacionados às criptomoedas caiu, em paralelo com a recente queda de preços do mercado de moedas digitais. De acordo com um novo relatório divulgado nesta quarta-feira, 28 de março, às buscas no site sobre empregos com criptomoedas subiram de junhos a meados de dezembro de 2017, chegando a registrar 39 buscas por milhão para o termo “Bitcoin” e 46 buscas por milhão a criptomoedas no site subiram de junho a meados de dezembro de 2017, chegando a 39 buscas por milhão para o termo “criptomoeda”. Notavelmente, em 16 de dezembro, os preços do Bitcoin atingiram a marca histórica de quase US$20 mil. Desde então, porém, as pesquisas mencionadas diminuíram 76% e 41%, respectivamente – uma tendência que, de fato, é atribuída a queda simultânea dos preços das criptomoedas desde o pico.

Negócios com criptomoedas passam a ser legais em país do leste europeu

As atividades relacionadas às criptomoedas passaram a serem consideradas legais na Bielorússia, país do leste da Europa. O decreto presidencial “sobre o desenvolvimento da economia digital” entrou em vigor nesta quarta-feira, 28 de março. O país pretende tornar-se um centro global de TI atraindo empreendedores de todo o mundo com um ambiente favorável aos negócios. Liberdades sem precedentes e incentivos generosos estão atraindo empresas de criptomoedas a investir na antiga república soviética.

Ripple junta-se ao consórcio de blockchain Hyperledger

A Ripple, startup de contabilidade ditribuída, uniu-se ao consórcio de blockchain Hyperledger apoiado pela Linux Foundation. A Hyperledger anunciou nesta quarta-feira, 28 de março, que a Ripple está entre as 14 empresas que formam o grupo que, lançado no final de 2015, já adicionou mais de 200 empresas e organizações em seu negócio. Também juntando-se ao grupo está o CULedger, um consórcio separado apoiado por um grupo de cooperativas de crédito que no ano passado formou uma empresa de serviços focada no setor. “Através da nossa parceria com a Hyperledger, os desenvolvedores poderão acessar o Interpedger Protocol (ILP) em Java para uso corporativo”, disse Stefan Thomas, CTO da Ripple, em comunicado. O ILP anteriormente só funcionava em JavaScript. Saiba mais.

Maior empresa de internet da Coreia do Sul anuncia oficialmente subsidiária em blockchain

A Kakao Corp., maior conglomerado de Internet e provedora de serviços para o popular aplicativo sul-coreano KakaoTalk, apresentou oficialmente um novo plano de negócios, o Kakao 3.0, que inclui planos para abrir uma plataforma blockchain voltada para os mercados asiáticos, informou a Yonhap News, jornal local, nesta última terça-feira, 27 de março. No início deste mês, a Kakao já havia anunciado provisoriamente a criação de uma subsidiária em blockchain, que até então não tinha nome, e agora é chamada de Ground X.

Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!