Início Notícias Cripto Radar: as principais notícias de 25 de janeiro de 2018

Cripto Radar: as principais notícias de 25 de janeiro de 2018

1346
0

Confira algumas das notícias mais importantes que circularam pelos veículos nacionais e internacionais:

FMI se junta ao apelo francês e alemão para discutir uma regulamentação multilateral sobre criptomoedas

Mais um organismo multilateral está empenhado em criar regras para a circulação de criptomoedas. Agora, o FMI – Fundo Monetário Internacional – esta convidando todos seus integrantes para debater o tema. A organização é um braço das Nações Unidas, como a UNESCO. No caso do FMI seu objetivo é debater com as nações a cooperação monetária global, estabilidade financeira e crescimento econômico.

50 Cent descobre que é um milionário de Bitcoin graças às vendas de um álbum em 2014

Depois de ser um dos primeiros músicos a aceitar Bitcoin em 2014, o rapper norte-americano 50 Cent parece ter acumulado uma pequena fortuna com a moeda digital. Na época, ele teria ganhado cerca de 700 Bitcoins através das vendas do seu quinto álbum, chamado Animal Ambition, lançado em junho de 2014. Na data do lançamento do álbum, um Bitcoin valia US$657. Isso significa que seus 700 bitcoins valiam um total de US$460 mil. Atualmente, essa mesma quantidade de Bitcoins corresponde a US$7.770.000.

Um dos principais desenvolvedores do Bitcoin entra pro time da Blockchain Capital

A Blockchain Capital, empresa de capital de risco que investe em empresas relacionadas à blockchain, anunciou nesta quinta-feira, 25 de janeiro, que Jimmy Song, um dos desenvolvedores mais importantes do Bitcoin, juntou-se à empresa de investimento. Sua experiência em relação à tecnologia de criptomoedas poderá fornecer assistência técnica aos esforços de pesquisa de investimento da empresa, bem como construir pontes entre a Blockchain Capital e outros desenvolvedores de moedas digitais. Song também deverá iniciar os próximos programas que visam trazer inovações em blockchains.

Estudos discutem relação entre descentralização e escalabilidade na rede do Bitcoin

Um interessante artigo publicado pela CoinDesk, agência de notícias especializada no universo das criptomoedas, comenta sobre a possibilidade da rede do Bitcoin focar tanto em descentralização quanto em escalabilidade. A “luta” entre esses dois objetivos tornou-se mais perceptível à medida que novos interessados passaram a investir na moeda digital, inclusive por enxergarem a tecnologia como uma solução para problemas de centralização atuais. Diversos pesquisadores estão estudando se existe um equilíbrio a ser alcançado entre a descentralização, principal motivação financeira e a característica mais marcante da blockchain, e a capacidade da rede em aumentar a sua escalabilidade de modo que comporte um número cada vez maior de usuários. Confira na íntegra.

Preço do Bitcoin volta para a casa dos US$11 mil

O preço do Bitcoin voltou a ser cotado acima de US$11 mil, apenas um dia depois de ter baixado brevemente para menos de  US$10 mil, e a Geração Y pode ser o motivo da recuperação. 2017 foi um ano agitado para a moeda digital que viu seu preço subir mais de 1.400%, quase superando os US$20 mil. Apenas no primeiro mês deste ano, o preço do Bitcoin caiu quase 20% devido às preocupações sobre as possíveis repressões da Coreia do Sul e da China e também por conta da advertência emitida pela SEC sobre a alta volatilidade da criptomoeda. A variação de preço também levou a Strip, empresa de pagamentos online, a anunciar que em breve deixará de processar transações envolvendo Bitcoin.

Siga o Criptomoedas Fácil no InstagramCLIQUE AQUI !!!